Topo

Silvero Pereira sobre futebol: "Tenho medo de ir ao estádio e ser agredido"

Silvero Pereira  - Divulgação
Silvero Pereira Imagem: Divulgação

Mariana Gonzalez

Da Universa

29/08/2019 11h30

No "Encontro com Fátima Bernardes" de hoje, Silvero Pereira abriu o jogo sobre sua relação com o futebol, esporte que ama desde a infância, mas do qual foi afastado por ser gay.

"Eu jogava lá no Ceará quando era criança, mas quando me assumi gay, fui naturalmente sendo separado, como se eu não pudesse jogar", disse. "Hoje eu tenho medo de ir a um estádio. Por ser uma figura assumida, eu tenho medo de ser linchado."

O ator de "Bacurau" elogiou a atitude do árbitro que no último domingo (25) parou o jogo entre Vasco e São Paulo para repreender a torcida vascaína que usava xingamentos homofóbicos contra o time adversário.

"Essa atitude educa as torcidas. É importante que o esporte seja um espaço coletivo, para agregar", acredita.

Fátima lembrou que ambientes esportivos excluem não só a comunidade LGBTQ+, mas muitas mulheres que querem jogar ou torcer.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Diversidade