Topo

Alto Astral


Cansado, com sono, dor no corpo e preguiça? Mudar energia da casa melhora

A
A 'vibe' da casa também impacta na energia dos moradores Imagem: Kerkez/iStock

Claudia Dias

Colaboração para Universa

28/08/2019 04h00

Se você acorda cansado e com sono, não tem ânimo para trabalhar e se relacionar com outras pessoas, sente-se mentalmente exausto e tem dores no corpo sem nenhuma explicação, pode estar sendo vítima da sua própria casa. É que a energia de um imóvel é capaz de afetar a saúde dos moradores, sabia?

De acordo com Elias Luiz Bispo IV, paranormal, psicoterapeuta holístico e pesquisador metafísico, dentro de uma perspectiva holística, a casa é a verdadeira responsável pela saúde econômica, física, emocional, social e espiritual dos moradores.

"Quando harmonizada energeticamente, traz vitórias e boa saúde em todos os aspectos a quem vive ali. Em cenário oposto, afeta vários aspectos da saúde familiar: brigas por desentendimentos, queda da imunidade e problemas constantes de saúde, dificuldade de concentração, falta de energia e disposição", exemplifica o paranormal.

Brendan Orin, especialista do Astrocentro, reforça que as casas podem sugar as energias dos moradores.

"Se alguém que reside ali ou visita o lugar tem estado para baixo, com inveja ou qualquer tipo de sentimento ruim, é possível que o lar absorva toda essa negatividade. Se o espaço não estiver preparado, com proteções energéticas e limpezas espirituais, ficará doente e essa enfermidade vai afetar os residentes", afirma.

O que a casa doente provoca

Alguns sintomas, sem explicação aparente, podem mostrar que você está doente graças à sua casa. "É algo parecido com estar perto de pessoas tóxicas", comenta Brendan.

Avalie se você:

  • Sente-se cansado, mesmo sem fazer nada
  • Tem muita dor no corpo
  • Sofre com sono em excesso
  • Não se anima a trabalhar ou sair
  • Tem preguiça de se relacionar com outras pessoas
  • Sente-se mentalmente exausto
  • Está com o lado espiritual fraco

"Caso você esteja sentindo tudo isso e já cortou contato com pessoas que não te faziam bem, é hora de mudar a energia de casa", aponta o especialista do Astrocentro.

Segundo Brendan, para curar um ambiente "doente", é preciso identificar as áreas da casa que absorvem mais a energia negativa. Os problemas mais comuns nos cômodos são:

  • Falta de iluminação
  • Ventilação escassa
  • Mofo
  • Limpeza insuficiente
  • Espelhos em excesso
  • Muito barulho e sons externos
  • Objetos quebrados

Entenda como a saúde é afetada

  • Fluxo em portas e janelas

Se a manutenção de portas e janelas é negligenciada, vidros quebrados, frestas e fechaduras dão passagem ao vento suave e constante para dentro de casa, podendo causar males à saúde, de problemas respiratórios a patologias mais críticas.

Mas não é só: o Feng (vento) é objeto de estudos constantes na terapêutica chinesa, assim como Shui (água). "Vento mal-orientado e umidade podem motivar perdas significativas de dinheiro e saúde física. Por isso, é muito importante que as portas e vedações estejam sempre em dia", destaca Elias.

  • Iluminação precisa ser abundante

Uma casa sombria e sem iluminação adequada provoca sentimentos nostálgicos que, com o tempo, sugam a energia criativa dos moradores e trazem depressão e medo.

"Necessitamos da dualidade, ou seja, sermos ativos e reativos, da ação e da tranquilidade. Nossa casa deve ser abrigo, tendo um aspecto yin (feminino), no sentido de nos abrigar como uma mãe, mas também da energia yang (masculino), que tem a ver com a iluminação de ambientes e faz a mente se sentir estimulada", explica o paranormal.

  • Luz natural é imprescindível

Como a energia da casa é muito ligada à quantidade de luz que ela recebe, não basta garantir boa iluminação artificial. A luz natural é importantíssima para livrar o imóvel de más vibrações.

"Quanto mais iluminado, melhor será sua energia vital. E o melhor tipo de energia é a natural. Por isso, dê espaço para que o sol entre em casa. Durante o dia, deixe sempre as janelas e cortinas abertas. Mesmo em dias de chuva, deixe somente o vidro fechado para que a claridade ainda possa entrar", ensina Brendan.

  • Natureza deve estar presente

Incluir a energia das plantas dentro de casa significa renovação. Flores e folhas têm a função de descontrair o ambiente, trazer novas energias e ar. Também é possível escolher plantas específicas, até relacionadas ao signo, que protegem o lar contra a inveja, o mau-olhado e todas as negatividades.

  • Objetos de sorte são bem-vindos

Talismãs, pedras e plantas trazem proteção e sorte. Manter tais objetos dentro de casa ajuda o ambiente a estar sempre bom. Já os itens quebrados, objetos que o Feng Shui não aconselha ter em casa, que trazem más lembranças e não servem para nada, devem ser jogados fora.

  • Menos é muito mais

O excesso de qualquer coisa pode fazer mal à casa. Isso significa que o exagero de luz, de ventilação, de barulho, de sujeira e até de ordem pode fazer um imóvel adoecer.

"Então é importante que você policie as coisas em sua casa, para viver de maneira mais leve, trazendo somente energias positivas. Adote também uma decoração mais minimalista e desapegue dos objetos que só têm valor material", recomenda Brendan.

  • Localização também influencia

O lugar onde fica a casa também pode influenciar de forma negativa a saúde de um lugar. É o que se verifica em imóveis próximos de fontes de energias eletromagnéticas (torres de celular e de alta tensão, de rádio e TV, por exemplo) ou no subsolo (atraindo muita energia da parte de baixo da terra).

Ambas as situações podem fazer mal e pedem intervenções para que a energia seja equilibrada. Neste caso, o melhor é recorrer à radiestesia, técnica capaz de captar radiações que interferem na casa.