Topo

Harvey Weinstein se diz inocente de novas acusações; julgamento é adiado

Harvey Weinstein deixa audiência em Nova York - Don Emmert / AFP
Harvey Weinstein deixa audiência em Nova York Imagem: Don Emmert / AFP

Caio Coletti

Do Universa, em São Paulo

26/08/2019 11h46

Um novo capítulo do julgamento de Harvey Weinstein, o produtor de Hollywood acusado de assédio sexual por dezenas de mulheres, ocorreu hoje em Nova York (EUA). Frente ao juiz, Weinstein se declarou inocente de duas novas denúncias que foram adicionadas ao caso.

Apesar de ter sido citado por muitas outras mulheres, Weinstein responderá por sete acusações. Uma das novas denúncias adicionadas ao caso foi levantada pela atriz Annabella Sciorra, conhecida pelo papel na série Família Soprano, que alega que Weinstein a estuprou em 1993.

Sciorra não pode processar o produtor diretamente, porque, de acordo com as leis norte-americanas, o crime já caducou. Os promotores do caso, no entanto, quiseram incluir o depoimento da atriz no caso para adicionar peso emocional ao julgamento.

Gloria Allred, advogada conhecida por representar mulheres em casos de assédio e abuso sexual, disse "admirar a coragem' de Sciorra, a quem está representando no caso. "Ela está ansiosa para um julgamento justo", comentou.

Por falar na data de Weinstein no tribunal, as novas acusações levaram a um adiamento. Agora, o ex-magnata de Hollywood está com julgamento marcado para 6 de janeiro de 2020 -- antes, a data era 9 de setembro deste ano.

Violência contra a mulher