Topo

Moda

Guarda-roupa dividido: boys copiam estilo e 'roubam' peças de namoradas

O casal Mario Carvalho e Noellen Liberato, com a filha: ele já guarda roupas dela em sua gaveta - Noellen Liberato / Arquivo pessoal
O casal Mario Carvalho e Noellen Liberato, com a filha: ele já guarda roupas dela em sua gaveta Imagem: Noellen Liberato / Arquivo pessoal

Elisa Soupin

Colaboração para Universa

26/08/2019 04h00

Jeans boyfriend, daddy shoes, sapatos Oxford: são várias as peças que começam nos guarda-roupas masculinos e acabam conquistando as mulheres. Mas, entre esses casais, são eles que se inspiram no guarda-roupa delas, copiam o estilo e pegam emprestadas as blusas das namoradas para compor o look, provando o óbvio: roupa não tem gênero.

Os modelos bem estampados e de botão são o item campeão entre os namorados. Apesar de haver oferta desse tipo de peça nos setores masculinos das lojas, as que são pensadas para o mercado feminino, aparentemente, são mais bonitas, diferentonas e caíram no gosto dos boys.

Look 'combinadinho'

Casados, Mariana Rodrigues, de 32 anos, e Diego Neves, de 27, dividem, além da casa e das contas, o estilo. Mari sempre curtiu muito moda e trabalha como redatora de uma marca de roupas, a Farm. Sempre ligada nas tendências, Mari acabou influenciando a forma com que o marido se vestia. Eles até saem de parzinho, com peças iguais.

"Eu e a Mari sempre gostamos de moda, de conversar sobre e de comprar roupas. Com os anos de convivência e a troca de ideias, acredito que naturalmente os nossos gostos passaram a convergir. A Mari tem diversas camisas e camisetas que eu gosto e algumas que considero que casam bem com o meu estilo", diz ele.

O casal Mariana Rodrigues e Diego Neves, combinando a camisa - Mariana Rodrigues / Arquivo pessoal
O casal Mariana Rodrigues e Diego Neves, combinando a camisa
Imagem: Mariana Rodrigues / Arquivo pessoal

Diego não acha que a oferta de roupas "masculinas" seja careta ou pequena; só não se limita a ela.

"Sobretudo com o crescimento do e-commerce, a oferta de estilos de roupas masculinas está cada vez mais diversa. A ampla maioria das roupas do meu armário foi comprada em lojas que atendem ao público masculino. Mas, quando encontro peças específicas de que gosto em uma loja para mulheres ou em um setor feminino, não tenho inibição em comprar", diz ele.

Blusas 'sequestradas' pelo marido

O empresário Mario Carvalho, de 36 anos, está, aos poucos, se apossando das roupas da mulher, Noellen Liberato, de 32.

"Ela comprou uma camisa para ela, mas eu vi e não teve jeito: ela teve que me presentear meio que forçadamente. Aí, um dia entrei em uma loja feminina para comprar um presente para ela e gostei das camisas de botão; comprei [para mim]", conta ele que, desde então, está com o jeito de se vestir cada vez mais parecido com o da esposa.

"Ele esconde as roupas, tira da corda e já coloca na gaveta dele", brinca ela. A filhinha também acompanha os pais no estilo.

Forcinha pro mozão mudar de estilo

A maquiadora Fernanda Pontes, de 32 anos, teve que fazer um certo esforço para o namorado João Paulo, de 33, se interessar mais por roupas, e, agora, divide suas peças com ele.

"Se deixar, ele sai de qualquer jeito. Ele começou a usar por influência minha, no começo. Eu tive que insistir pra ele mudar de estilo. Mas, hoje, eu falo: eu compro e a gente usa, mas acaba que ele sempre usa mais do que eu", diz ela.

"Sempre que saio com essas roupas, os amigos elogiam, falam que estou bonito. Realmente, acho que faltam mais peças nesse estilo na seção 'masculina'", diz João.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Moda