Topo

Violência contra a mulher


Cantora de dupla sertaneja é agredida pelo ex, e irmãos atropelam suspeito

Adriana Regina (à esquerda) disse que foi agredida pelo ex; já ele (á direita) revelou que foi cortado com um golpe de facão - Reprodução/Instagram e Reprodução/Facebook
Adriana Regina (à esquerda) disse que foi agredida pelo ex; já ele (á direita) revelou que foi cortado com um golpe de facão Imagem: Reprodução/Instagram e Reprodução/Facebook

Rafael Ribeiro

Colaboração para o UOL, de Campo Grande

19/08/2019 11h17

A cantora Adriana Regina, da dupla sertaneja Patrícia e Adriana, denunciou à Polícia Civil de Mato Grosso do Sul que apanhou e teve o carro destruído pelo ex-namorado, de 29 anos, em Campo Grande. Os irmãos dela foram cobrar a dívida pelo conserto do veículo e acabaram trocando agressões em frente à casa da mãe do acusado.

Em sua defesa, o antigo relacionamento da artista informou que foi cortado com um golpe de facão e que sua mãe também foi ferida. Ele postou uma foto com suas cicatrizes nas redes sociais, como forma de se defender.

O caso veio à tona no último sábado (17), após o ex-namorado receber alta médica do pronto-socorro da Santa Casa da cidade, onde ficou internado por três dias alegando ter sido prensado contra a parede com um carro por um dos familiares da artista.

Os fatos se deram no último dia 13, segundo o boletim de ocorrência registrado na Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher da capital sul-mato-grossense.

Segundo o relato de Adriana, o acusado a persegue há dois meses, tempo no qual decidiu romper o relacionamento de cerca de um ano por conta das crises de ciúmes dele. No dia citado, a cantora disse que o ex-namorado invadiu sua casa e começou a vasculhar o local. Quando a viu, lhe agrediu com um chute.

Adriana então diz que se trancou no banheiro da residência e ligou para a Polícia Militar. O acusado teria então ido embora, não sem antes fazer ameaças e quebrar o carro da cantora.

O advogado de Adriana, Rafael Rodrigues, disse ao site 'Top Mídia News' que no dia seguinte a cantora exigiu o ressarcimento dos danos causados pelo ex por meio de mensagens de aplicativo de mensagens pelo celular, mas que ele se negou a pagar e repetiu as ameaças.

Foi então que dois irmãos da artista foram à residência da mãe, onde ele estava, cobrar pelo valor. "Ele (o ex) já saiu da casa com um espeto de churrasco na mão", disse o defensor.

Segundo Rodrigues, um dos irmãos de Adriana é jardineiro, por isso anda com um facão em seu carro. Ele utilizou o instrumento para se defender, na avaliação do advogado. "Ele deu o golpe para não machucar", disse.

O ex-namorado tentou fugir correndo pela rua, mas foi perseguido pelo outro irmão da cantora, que teria lhe atropelado e o prensado junto a um portão.

Consequências

Na investigação preliminar da polícia, se descobriu que a mãe do ex-namorado ficou ferida com um corte na cabeça. O advogado de Adriana alega que ela se machucou ao impedir que o filho saísse à rua para discutir com os irmãos. O acusado operou o cotovelo esquerdo e recebeu 12 pontos.

Familiares dele relataram à polícia que os dois viviam um relacionamento conturbado, de términos e voltas. Mas alegam que a cantora foi à casa da mãe e entrou sem permissão para cobrar pelo prejuízo do carro. Também alegam que os irmãos dela os ameaçaram de morte.

O ex-namorado disse que só se pronunciará sobre o ocorrido à polícia, o que deve acontecer nesta semana.

Investigadores da Deam já têm em mãos imagens de câmeras de seguranças de vizinhos da mãe do ex-namorado com as imagens. E aguardam um parecer da Justiça sobre o pedido feito pela defesa de Adriana por uma medida protetiva.

Segundo Rodrigues, a cantora está abalada com os fatos, mas cumpre normalmente sua agenda de shows. No sábado, ela postou em seu Instagram uma foto com hashtag que contém o nome da atual música de trabalho da dupla, "Ressaca de Ex."

A cantora

Adriana faz dupla com a irmã, Patrícia, há quase 20 anos. Sucesso em Mato Grosso do Sul, aproveitaram a onda do sertanejo universitário para estourar no Brasil em 2010, quando foram finalistas em quadro de revelação de talentos da música do programa "Domingão do Faustão", da TV Globo. A partir de 2012, começaram a aparecer em programas apresentados por Michel Teló, com quem dividiam os palcos no Estado e que gravou músicas compostas por elas, como "Curtindo a Solidão".