Topo

Beleza

Esfoliantes corporais e faciais: entenda a diferença e faça em casa

Luana Kondrat

Colaboração para Universa

11/08/2019 04h00

Manter uma rotina de cuidados faciais e corporais é fundamental para deixar a pele bonita e saudável. O maior órgão do corpo humano está sujeito, diariamente, a diversos danos que incluem poluição, vento, sol e variação de temperatura. Sem contar que muitas mulheres sofrem com alterações hormonais que podem influenciar diretamente na oleosidade do rosto ou no ressecamento excessivo dos braços e das pernas. Por isso, higienizar e hidratar essas regiões é tão necessário.

E não é só: a esfoliação entra como grande aliada da pele do rosto e do corpo. "Ela serve como renovador celular, desobstrui os poros e facilita a penetração de ativos. Promove limpeza, elimina impurezas e células mortas, uniformiza e previne sinais do tempo, além de tratar foliculite e pelos encravados", conta a esteticista Cíntia Gonçalves, de Nova Iguaçu (RJ). O melhor: é muito fácil incluir este hábito no dia a dia.

Saiba a diferença entre esfoliantes corporais e faciais

Embora tenham a mesma função -- promover limpeza profunda e desobstrução dos poros --, cada um tem características distintas:

  • Corporais: têm grânulos maiores, incorporados em sabonetes cremosos ou misturados a óleos naturais. Segundo a dermatologista Claudia Marçal, de Campinas (SP), são de fácil aplicação e espalhabilidade e promovem esfoliação homogênea, que resultará em pele mais fina, de textura regular e luminosa.
  • Faciais: devem ter grânulos de pequeno ou médio tamanho, com esferas uniformes e de preferência de origem natural. O ideal é que esfoliantes faciais sejam na forma de creme ou sabonete. "Eles devem ter a capacidade de remover impurezas sem agredir a pele. É importante também conter nas formulações ativos calmantes, anti-inflamatórios, hidratantes e antissépticos", finaliza.

Não use produtos corporais no rosto

Por terem grânulos maiores, as versões corporais, quando colocadas em contato com a pele do rosto -- bem mais sensível que a do corpo -- pode causar lesões. "É possível ocorrer a retirada do manto lipídico natural de proteção e defesa do tecido, responsável pela microbiota natural", diz Claudia. Ela ainda ressalta que os produtos corporais têm veículos mais oleosos, o que pode favorecer o aumento da produção natural de óleo por efeito rebote.

Tenha cuidado na hora de aplicar

A forma de usar o esfoliante é muito importante para não agredir a pele: movimentos de vaivém não são indicados. "O ideal é fazer uma massagem circular leve no banho com remoção posterior", ensina a dermatologista Alice Jaruche, de São Paulo.

O produto deve ser aplicado logo após a higienização e à noite, quando o corpo está longe das agressões externas. "O esfoliante pode ser deixado na pele por dois a três minutos, principalmente se ele contar com ativos anti-idade ou anti-inflamatórios. Logo após, é necessário fazer a remoção do produto com água em temperatura ambiente", explica Claudia.

Respeite a periodicidade de uso dos produtos

A frequência de uso do esfoliante vai depender do tipo de pele, por isso é bom seguir algumas recomendações:

  • Corpo: esfolie a pele uma vez a cada duas semanas caso ela não apresente oleosidade. Do contrário, o procedimento deve ser feito até duas vezes por semana, esclarece Claudia. Em peles secas, misture o esfoliante com óleos naturais, como os de amêndoas, semente de uva, framboesa ou oliva. "Acaba sendo uma maneira muito eficaz de hidratar a região, retirando o espessamento típico desse tipo de pele", completa.
  • Rosto: em peles oleosas, a esfoliação pode ser feita de duas a três vezes por semana, mas lembre-se de nunca combinar o procedimento com o uso de ácidos, como os retinoides, alerta Claudia. "Na pele normal, o processo deve ser feito uma vez por semana, no máximo, para remover células mortas e impurezas -- muitas vezes por conta do uso de maquiagens", ressalta a dermatologista. Em peles secas, o esfoliante não precisa ser usado para evitar irritação e vermelhidão.

Não exagere na frequência de uso

Com tantos benefícios é tentador esfoliar mais do que o necessário. Mas isso pode ser extremamente prejudicial. A esteticista e cosmetóloga Roseli Siqueira, de São Paulo, afirma que a esfoliação em excesso agride a pele. Quanto mais fina ela for, mais aparecem cravos e vasinhos, pois o esfoliante pode tirar a defesa natural da região, favorecendo sinais como flacidez, rugas e falta de viço.

Saiba quando não usar os esfoliantes

Se a pele estiver sensível, descamando ou quando há acne inflamatória, passe longe do produto. Caso contrário, pode haver piora nesses quadros, afirma Alice Jaruche. O esfoliante também não é indicado antes da exposição ao sol e depois da depilação, completa Cíntia Gonçalves. Todas essas precauções evitam possíveis agressões e até dermatites.

Aprenda a fazer esfoliantes caseiros

Existem ingredientes que, além de serem naturais e bem fáceis de encontrar, têm ativos que garantem esfoliação prática e segura. Veja as receitinhas:

Para controlar a oleosidade do rosto

Ingredientes:

  • 1 colher de chá de fubá
  • 1 colher de chá de chá de erva-doce.

Para cuidar do corpo

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de café em pó
  • 1 colher de sopa de óleo de amêndoas

Para dar fim à pele seca

Ingredientes:

  • 1 colher de sopa de aveia em flocos
  • 1 colher de açúcar
  • 1 colher de sopa de mel

Modo de preparo:

Misture os ingredientes indicados em cada receita e aplique na pele higienizada e levemente úmida. Com movimentos circulares espalhe por toda a área. Deixe por 1 minuto e remova.

Para renovar os lábios

Ingredientes:

  • 1 colher de açúcar mascavo
  • 1 colher de açúcar com mel

Modo de preparo:

Misture os ingredientes e aplique sobre os lábios. Friccione levemente e lave. Se quiser, troque o mel por algum óleo vegetal.

Para fazer um detox

Ingredientes:

  • 1 xícara de chá verde
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 colher de sopa de salsinha lavada, seca e picada
  • 1 colher de sopa de aveia

Modo de preparo:

Lave o rosto com água e, então, borrife o chá verde -- em temperatura ambiente -- em todo o rosto. Em seguida, misture o mel, a salsinha e a sopa de aveia, e aplique sobre a pele, massageando bem. Depois é só enxaguar.

Mais Beleza