Topo

Diversidade


Roberta Rodrigues: "Criança não nasce sabendo cor de pele, alguém ensina"

Marcelo Sa Barreto/Brazil News
Imagem: Marcelo Sa Barreto/Brazil News

Carolina Martins

Colaboração para Universa

06/08/2019 18h19

Mãe da pequena Flor, Roberta Rodrigues se esforça para que a educação da filha seja um dos seus pilares para enfrentar muito do que está por vir, como contou em entrevista a Universa nesta terça-feira (6) durante evento da Comfort, em São Paulo.

"Minha filha cresce com a conscientização de que tem que se amar. Eu passo isso para ela. Nós, pais, somos os espelhos dos filhos. Criança não nasce sabendo cor de pele, alguém ensina isso para ela. Minha filha nunca olhou para os outros de forma diferente. Minha maior preocupação é a educação dela e ela está indo para um bom caminho", opina.

A atriz complementa o discurso dizendo repassar muito do que aprendeu com a própria mãe: "Minha mãe sempre teve a mente aberta para dizer que eu poderia estar onde quisesse, quando eu quisesse. Afinal, somos todos da raça humana. Ninguém vai me dizer que eu não posso estar em algum lugar, seja pela cor da minha pele ou classe social".

Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

Os projetos movimentados por Roberta na comunidade do Vidigal refletem esse pensamento da artista. É partir de lá que ela cria um universo, mesmo que ainda distante, para o exemplo de sociedade que deseja ver a filha crescer.

"Hoje, como mãe, eu sofro muito mais, porque sei que não vou resolver os problemas do mundo. O que eu estou deixando para minha filha? Que mundo ela vai encontrar quando crescer? Que tipo de sociedade ela vai estar? Como vão tratar ela? Depois que dei à luz, comecei a olhar todas as crianças e ver a minha filha. Isso me mata, porque eu enxergo que ela tem alguns privilégios que outras crianças não terão, mas eu faço questão de fazer o que eu posso para essas crianças poderem realizar seus sonhos".