Topo

Senado recebe iluminação lilás para lembrar 13 anos da Lei Maria da Penha

Roque de Sá/Agência Senado
Imagem: Roque de Sá/Agência Senado

Agência Senado

02/08/2019 09h47

A cúpula e o Anexo 1 do Senado serão iluminados com a cor lilás, de 1º a 25 de agosto, para lembrar os 13 anos da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006), que cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher. O pedido de iluminação especial é do senador Nelsinho Trad (PSD-MS).

Segundo o parlamentar, 1,6 milhão de mulheres foram espancadas ou sofreram tentativas de estrangulamento no Brasil nos últimos 12 meses. Nesse mesmo período, afirma, 22 milhões de brasileiras (37,1%) passaram por algum tipo de assédio.

Entre os casos de violência, de acordo com Nelsinho Trad, 42% ocorreram no ambiente doméstico. E após sofrer uma violência, mais da metade das mulheres (52%) não denunciou o agressor nem procurou ajuda.

A Lei 11.340/2006 passou a ser chamada Maria da Penha em homenagem à farmacêutica bioquímica Maria da Penha Maia Fernandes, vítima de violência doméstica praticada em 1983 pelo então marido, que a deixou paraplégica. Maria da Penha conseguiu a condenação do agressor na Justiça.

Mais Violência contra a mulher