Topo

Violência contra a mulher


Chip alerta quando agressor se aproxima de ex: "Achei que iria morrer"

A atriz Cristiane Machado (foto) filmou as agressões sofridas nas mãos do diplomata Sergio Schiller Thompson--Flores - Reprodução
A atriz Cristiane Machado (foto) filmou as agressões sofridas nas mãos do diplomata Sergio Schiller Thompson--Flores Imagem: Reprodução

Elisa Soupin

Colaboração para Universa

15/07/2019 04h00

A primeira vítima de violência doméstica no estado do Rio de Janeiro a usar um dispositivo eletrônico que avisa sobre a violação de uma medida protetiva quando o agressor se aproxima pôde, infelizmente, ver o aparelho em funcionamento no mesmo dia em que pegou o equipamento. A atriz Cristiane Machado, de 37 anos, foi avisada no último dia 24 que seu ex-marido, o ex-diplomata Sergio Schiller Thompson--Flores, de 59, estava a menos de 200 metros do local em que ela se encontrava, violando uma medida protetiva.

"Meu corpo inteiro tremeu. Achei que eu iria morrer, porque tinha só alguns dias que ele tinha sido liberado para prisão domiciliar, depois de sete meses preso preventivamente. Imaginei que estivesse com muita raiva de mim. E o barulho do dispositivo ia aumentando, aumentando, ficando mais alto conforme ele se aproximava. Liguei para a Seap (Secretaria de Estado de Administração Penitenciária) que me instruiu a ficar em um lugar seguro. Senti terror, pânico. Eu peguei no final da manhã e no início da noite, ele disparou", disse ela, que ficou dentro do prédio onde faz terapia, no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio.

O ex-diplomata Sergio Schiller Thompson--Flores em seu casamento: hoje ele usa dispositivo que avisa quando se aproxima da ex - Reprodução
O ex-diplomata Sergio Schiller Thompson--Flores em seu casamento: hoje ele usa dispositivo que avisa quando se aproxima da ex
Imagem: Reprodução

O caso de Cristiane Machado ficou nacionalmente conhecido quando ela, em desespero por provar os episódios de violência doméstica aos quais vinha sendo submetida, filmou as ações do marido com câmeras escondidas instaladas no quarto.

Atenção: as imagens abaixo podem ser fortes e gatilho emocional para vítimas de violência doméstica

As imagens foram veiculadas no Fantástico, dominical da TV Globo, e tiveram muita repercussão. No vídeo, Sérgio Thompson-Flores aparece agredindo Cristiane, tenta enforcá-la com um fio de carregador de celular, a empurra, joga objetos nela, e lhe dá tapas.

A Seap anunciou que, assim como Cristiane, outras 20 mulheres no estado terão um dispositivo eletrônico que as avisará caso haja aproximação além da distância permitida por parte de seus agressores, que terão de usar tornozeleiras eletrônicas como as usadas por presidiários em prisão domiciliar.

Atualmente, há 11.939 medidas protetivas para mulheres no Rio de Janeiro, de acordo com dados do Poder Judiciário. A Justiça não informou, no entanto, quais serão os critérios para escolha dessas 20 mulheres que serão beneficiadas pelos aparelhos.

As marcas deixadas no corpo da atriz pelo então marido e diplomata Sergio Schiller Thompson-Flores - Reprodução
As marcas deixadas no corpo da atriz pelo então marido e diplomata Sergio Schiller Thompson-Flores
Imagem: Reprodução

No caso do ex-marido de Cristiane, Sérgio Thompson-Flores, a Seap afirmou que "após tomar conhecimento do ocorrido, checou a informação e constatou que o homem estava passando, de carro, próximo ao local da vítima, não havendo indício de irregularidade".

Contudo, Cristiane refuta a versão de coincidência. "É o local onde faço terapia, ele sabe que eu estou ali naquele horário e naquele dia da semana, inclusive já desrespeitou outra medida protetiva ali, me abordando naquele mesmo endereço. Ele não tem medo e não acredito que foi por acaso", conta ela.

Condição financeira do ex é motivo de preocupação

Segundo relata, Cristiane foi, durante dois anos, vítima de abusos verbais, físicos, psicológicos e de ameaças. Ela conta que, desde 2017, poucos meses depois do início da relação, sofreu agressões, ameaças, ficou em cárcere privado, teve seis aparelhos celulares destruídos, abandonou a carreira de atriz por conta do ex-marido e chegou até a perder um bebê porque seu Sérgio Thompson-Flores chutou a sua barriga.

De acordo com Cristiane, pois da apresentação das imagens, ele foi acusado, teve a prisão preventiva decretada e, depois de ficar foragido quase um mês, se entregou a polícia em novembro do ano passado. Ficou em prisão preventiva sete meses, até junho, quando teve sua sentença decretada: 10 meses em prisão domiciliar.

No dia 24 de junho, Sérgio Thompson-Flores infringiu a medida protetiva e agora Cristiane espera o parecer da justiça sobre o caso.

"Lidar com um agressor é muito difícil. Existe a vergonha, a tristeza de um relacionamento destruído, a humilhação. E, no meu caso, ele ainda tem uma condição financeira muito alta e é de uma família de muita influência. Agentes da inteligência da Polícia Civil foram meus padrinhos de casamento, ele conhece juízes, delegados, tem dinheiro para muitos advogados. Uma pessoa com tanto poder dá muito medo. Um homem rico não precisa cometer feminicídio, ele pode pagar para que você seja morta", diz ela.

"Depois que terminamos, outras mulheres com as quais ele se relacionou no passado me procuraram para contar histórias parecidas com a minha, mas todas têm medo dele, do poder dele, do que o dinheiro dele pode fazer", conta ela.

O aparelho usado para alertar sobre a presença do agressor que é usado pela primeira vez no RJ - Reprodução
O aparelho usado para alertar sobre a presença do agressor que é usado pela primeira vez no RJ
Imagem: Reprodução

"Na semana em que ele saiu, eu fiquei desesperada. Vivo em constante alerta, como se fosse eu a criminosa. Antes dele ser preso, já aconteceu de haver uma ordem de arrombamento para entregar um ofício de afastamento do lar para ele e eu estar com a polícia na viatura quando eles foram fazer a entrega desse ofício. O policial responsável ligou para ele, pedindo desculpas pelo incômodo de ter que ir na casa. O policial que deveria estar ali para me defender fez isso! ", afirma.

Cristiane agora está em uma briga judicial com o ex-marido, de onde espera sair o mais rápido possível, para retomar a própria vida.

Gastei as economias da minha vida inteira em advogados. Passei necessidade e contei com a ajuda de amigos por conta dessa situação

Ela pretende retomar o ofício de atriz e, hoje, se dedica a ajudar outras vítimas a romperem com o ciclo de violência doméstica.