Topo

Amigas da mulher que acusa Trump de estupro revelam: "Ela não acreditava"

Donald Trump - Saul Loeb/AFP
Donald Trump Imagem: Saul Loeb/AFP

da Universa

27/06/2019 10h58

Duas amigas de E. Jean Carroll, colunista que alega que o presidente dos EUA, Donald Trump, teria a estuprado nos anos 1990, falaram sobre o caso em entrevista ao jornal "The New York Times". Uma antiga apresentadora de TV, Carol Martin, e a escritora Lisa Birnbach relembraram como foi a reação da amiga na época.

Lisa revela que Jean ligou para ela apenas minutos depois do suposto estupro ocorrer. De acordo com o relato de Jean, Trump a abordou em uma loja de artigos de luxo para pedir ajuda para que ele comprasse um presente para sua mulher. Os dois seguiram até a seção de lingerie, onde ele pediu que ela usasse um corset. Ela se recusou, mas Trump teria a empurrado contra a parede, abaixado sua calcinha, aberto o zíper de sua calça e forçado seu pênis para dentro de sua vagina.

"Ela disse 'Ele colocou o pênis em mim' e eu disse 'Ele te estuprou?'. Então ela só falou 'Ele abaixou minha calcinha...'", relembra Lisa, na entrevista. Na época, a escritora afirma que encorajou Jean a ir até a polícia e denunciá-lo. Jean, no entanto, sentia que tinha encorajado Trump a agir daquela forma e se achava responsável pelo próprio estupro.

Carol relembra que Jean contou a ela sobre o estupro cerca de três dias depois. "Ela não estava chorando ou desesperada. Ela não acreditava que tinha acontecido", diz. Carol orientou a amiga a não contar para ninguém sobre o caso porque tinha medo de que Trump usasse seu poder e seu time de advogados para tornar a vida dela um inferno.

E. Jean Carroll é uma das mais de doze mulheres que acusaram Trump de assédio sexual desde os anos 1980s. Ela seguiu o conselho da amiga até a última sexta-feira (21), quando revelou o caso para a "New York Magazine". Trump negou todas as acusações e afirmou nunca ter conhecido Jean, mesmo que exista uma foto dos dois juntos.

Perguntada sobre os motivos de sua acusação mais de 20 anos depois do fato, Jean é enfática. "Eu não tinha expectativas. Como uma mulher de 76 anos, eu aprendi a não ter nenhuma expectativa porque se tiver mesmo um pouquinho, se desapontará", dispara.

A jornalista E. Jean Carroll, que acusa Trump de estupro - The Washington Post/Getty Images
A jornalista E. Jean Carroll, que acusa Trump de estupro
Imagem: The Washington Post/Getty Images

Mais Violência contra a mulher