Topo

Mês do Orgulho LGBTQ+


"Se algum filho meu fosse gay, estaria tudo bem", diz o príncipe William

William, Kate, George, Charlotte e Louis no Trooping The Colour 2019 - Karwai Tang/WireImage
William, Kate, George, Charlotte e Louis no Trooping The Colour 2019 Imagem: Karwai Tang/WireImage

Da Universa

26/06/2019 11h11

Durante a inauguração de um instituto de caridade em Londres nesta quarta-feira (26), o príncipe William conversou com vários jovens que foram expulsos de casa por causa de sua sexualidade. Um deles, então, perguntou ao duque de Cambridge qual seria sua reação se algum de seus filhos se assumisse gay.

"Eu venho pensando nisso porque outros pais já me perguntaram a mesma coisa. Acho que você não pensa nisso até ser pai e minha reação seria: obviamente tudo bem para mim", disse William, pai de George, 5, Charlotte, 4, e Louis, 1.

Apesar da reação positiva, William revelou que se preocuparia com o preconceito que os filhos sofreriam. "Eu os apoiaria incondicionalmente. Mas me preocupa todas as barreiras, perseguições e ódio que eles enfrentariam. Mas cabe a nós enfrentar isso e corrigir esses problemas", comentou.

"O que me preocupa são os papéis que eles vão assumir um dia. Como isso será interpretado. Eu e Kate estamos falando muito sobre isso, sobre como prepará-los. Eles precisam ter certeza que vamos oferecer apoio durante o processo", continuou William. "Me preocupa não o fato de serem gays, mas como os outros reagiriam e a pressão que colocariam neles", concluiu.

Mais Mês do Orgulho LGBTQ+