Topo

Gatinha com problema no olho tem coleção de óculos e faz sucesso nas redes

Da Universa

14/06/2019 11h22

Quem olha a gata Bagel no Instagram talvez estranhe a enorme variedade de óculos usados por ela. Mas além do lado fashion, que a transformou em uma celebridade da Internet, existe ainda o fato de que os acessórios são usados por necessidade. Bagel, que foi adotada por Karen McGill, que vive em Los Angeles, nos Estados Unidos, nasceu com uma rara condição: seus olhos não têm pálpebras nem lágrimas.

Por conta disso, os óculos passaram a ser uma alternativa para proteger os olhos da gatinha, que nunca se fecham. "Foi amor à primeira vista. Inicialmente eu não sabia sobre a sua condição até ela completar quatro meses. Na época nós vivíamos em um barco em Venice Beach e eu a levava à praia todo dia, sem saber que ela não produzia lágrimas. Foi aí que notei que ela sempre deixava seu olho direito metade aberto. A levei a um especialista, que fez o diagnóstico", contou Karen ao "Daily Mail".

A gatinha, que sofre de agenesia palpebral, não consegue piscar e, por isso, é incapaz de se livrar de possíveis detritos que podem entrar em seus olhos. Foi aí que Karen teve a ideia dos óculos, que são feitos por uma amiga e têm um elástico para que fiquem presos na cabeça de Bagel. Ao todo são mais de 600 pares. "Temos cores diferentes para os feriados, com caveiras, abóboras e corações".

Karen revelou que, além da condição no olho do pet, ela também não consegue regular a temperatura do corpo -- daí a necessidade de usar roupinhas. "Estávamos na praia. Era um dia quente e Bagel estava tremendo. Então eu comprei um vestido bonitinho. No dia seguinte, levei-a à praia e ela estava bem", contou.

Foi aí que a proprietária decidiu criar uma conta no Instagram para mostrar que, mesmo com todas as necessidades especiais, Bagel é uma gatinha feliz. O sucesso foi tanto que ela tem mais de 644 mil seguidores no Instagram. "Ela é a gata mais carinhosa e gentil que você já conheceu. Ela é incrível e me surpreende todos os dias", admitiu.

Mais Fofuras