Topo

Diversidade


Diego Hypolito foi acolhido no Vale pelos homossexuais, mas o que é isso?

Lucas Lima/UOL
Imagem: Lucas Lima/UOL

Gustavo Frank

Da Universa

09/05/2019 18h16

Diego Hypolito fez um relato inédito -- e corajoso -- sobre sua homossexualidade ao "Minha História" do UOL Esporte.

Nesta quinta-feira (9), ativistas e personalidades do mundo LGBT apoiaram a atitude do atleta, que inclusive foi acolhido no Vale dos Homossexuais, como afirmou Agripino Magalhães, da Aliança LGBTI+.

No meio de tudo isso, você pode ter se perguntado: "o que é esse Vale dos Homossexuais de que estão falando?"

A expressão surgiu em 2011, quando a pastora evangélica amazonense Yonara Santo afirmou que foi 15 vezes ao inferno e 7 vezes ao céu.

Em seu blog, a "ex-satanista e ex-lésbica", como ela se define, fez relatos sobre essas viagens guiadas por Deus, durante as quais conheceu João Paulo 2º e Chico Xavier. Na ocasião, ela afirmou ter visitado seis vezes o Vale dos Homossexuais.

"Vale do Homossexuais é o único local que vi no inferno, um ardendo de frente para o outro. Para nunca esquecerem a abominação que fizeram", disse.

A declaração de ódio acabou virando piada na comunidade LGBT, que preferiu rir a chorar da história -- já que não há muitas provas de veracidade. Afinal, no Vale nós estamos sempre protegendo um ao outro. E nós, sim, temos um atestado disso:

A expressão se popularizou na época e continua sendo usada pela comunidade LGBT para definir um lugar, infelizmente imaginário, em que todos estariam juntos numa boa, já que vivemos em um país que, em 2018, assassinou 420 LGBT+.

Esta imagem ilustra bem essa visão:

E a reação de quem chega por lá deve ser assim:

Existe até uma imagem hipotética da moeda do Vale:

Mas heterossexuais ainda não são aceitos:

E antes de mais nada: