PUBLICIDADE

Topo

Ela ofereceu serviço de babá e foi tratada como prostituta: "Recebi nudes"

Danielle recebeu propostas de programa ao anunciar serviços de babá - Divulgação
Danielle recebeu propostas de programa ao anunciar serviços de babá Imagem: Divulgação

Talyta Vespa

Da Universa

04/04/2019 04h00

Depois de anunciar seus serviços como babá em grupos de Facebook e sites especializados, a supervisora de turismo em navios Danielle, de 32 anos, apostou no anúncio na OLX para tentar fazer a proposta vingar. Com dificuldade de encontrar vagas no ramo da hotelaria, em que ela sempre trabalhou, decidiu se propor a cuidar de crianças para conseguir sustentar o filho, de 1 ano. Omitimos seu sobrenome nessa reportagem para protegê-la de mais ataques.

Não demorou nem 24 horas para que as propostas começassem a pipocar na tela do celular de Danielle. Pelo WhatsApp, os clientes começaram a contatá-la, não em busca de uma babá, mas para perguntar quanto ela cobraria para fazer programas.

descrição - Divulgação - Divulgação
Descrição do perfil de Danielle na OLX
Imagem: Divulgação

"Eu anunciei alguns produtos também, como duas câmeras fotográficas. Então, quando me perguntavam valores, eu sempre questionava qual era o anúncio ao qual estavam se referindo. E me assustei porque recebi muitas mensagens perguntando o valor do programa. Mesmo dizendo que eu não sou prostituta, muitos homens insistiram", conta.

Danielle afirma que, em um primeiro momento, achou que as mensagens eram brincadeiras de mau gosto. "Eu me recusava a acreditar que aquilo era verdade, afinal, não havia nenhuma mensagem subliminar no meu anúncio. Quando mais homens começaram a me procurar, eu percebi que era sério. Fiquei com muito nojo. Eles acham que por eu estar precisando de trabalho, aceitaria qualquer coisa".

As abordagens não pararam na resposta negativa de Danielle. Ela conta que chegou a receber fotos de pênis de homens que a procuraram. "Eu respondi a todos educadamente, dizendo que não era garota de programa e que não tinha interesse em sair com eles. Então, muitos me mandaram fotos do pênis na tentativa de me convencer. Me senti péssima".

daniela - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Além de fotos e mensagens, Danielle recebeu ligações. "Neguei o programa a um homem e ele começou a me ligar desesperadamente. Eu tive que bloquear o número, fiquei com medo de ele não me deixar em paz".

A supervisora conta que, como o filho pequeno mexe no celular, ficou com medo de que ele visse as imagens. "Recebi mais de 15 propostas em um dia. Fiz o anúncio na terça-feira (3) e, até agora, nenhuma delas foi para que eu fosse babá. Não retirei o anúncio do ar porque ainda tenho esperança de que chegue alguma proposta decente. Eu preciso trabalhar, é absurdo ter de passar por isso para conseguir. Por que os homens fazem isso?".

Outro lado

Procurada pela reportagem, a OLX afirma que "lamenta o ocorrido" e que está à disposição para ajudar na apuração dos fatos. Veja a nota completa da empresa:

"A OLX esclarece que oferece a seus usuários uma categoria destinada a empregos e serviços que visa ajudar pessoas que estão em busca de recolocação profissional. Infelizmente, ferramentas que são criadas para auxiliar no desenvolvimento social do país se tornam, eventualmente, um local para interações realizadas por terceiros de má índole, como no caso relatado. A atitude destes homens vai contra todos os valores que a OLX acredita e defende, principalmente com relação ao respeito à mulher. A empresa repudia e lamenta profundamente este fato. Vale lembrar que a OLX também disponibiliza um botão de denúncia em todos os seus anúncios, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Nestes casos, a empresa consegue deletar o anúncio e banir o usuário da plataforma. A OLX reforça que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos."

Violência contra a mulher