Topo

Novidades de beleza

Ozonioterapia: tratamento promete cabelo mais encorpado e com menos frizz

O tratamento em consultórios médicos foi aprovado pelo Senado apenas como complementar, mas está disponível - iStock
O tratamento em consultórios médicos foi aprovado pelo Senado apenas como complementar, mas está disponível Imagem: iStock

Paula Roschel

Colaboração para Universa

27/03/2019 04h00

A ozonioterapia em consultórios médicos foi aprovada pelo Senado, após muitos debates, apenas como tratamento complementar, ou seja, sem substituir protocolos da medicina tradicional. Em salões de beleza e spas, no entanto, o ozônio faz sucesso ao deixar cabelos mais bonitos e o couro cabeludo, equilibrado.

Segundo a Associação Brasileira de Ozonioterapia, o gás é usado na Alemanha desde o século 19 para combater a ação de bactérias e germes na pele. Essa característica de purificação também é percebida quando a molécula é introduzida em tratamentos para melhorar a saúde e beleza dos cabelos.

"O ozônio é muito solúvel, então para a técnica capilar ele é usado com água. A mistura possibilita uma reação destes dois componentes sob a forma de vapor que, em contato com os fios, fortalece sua estrutura. Ainda há estímulo da circulação sanguínea e eliminação de infecções e lesões do couro cabeludo", explica a farmacêutica bioquímica Marcela Buchaim, de São Paulo.

Quem pode fazer?

O vapor de ozônio é indicado para todos os tipos de cabelo e é livre de contraindicações. Ele pode, inclusive, ser feito por pessoas com couro cabeludo sensível, com caspa ou dermatite. "O ozônio limpa a área e elimina as toxinas da pele e as impurezas presas no fio e no couro cabeludo. Seus inúmeros benefícios são conquistados efetivamente após quatro sessões", diz a esteticista Edy Guimarães, de São Paulo. Cada sessão pode ser feita a cada sete dias ou quinzenalmente, de acordo com a avaliação do especialista.

Seu couro cabeludo está em dia? Se o foco é embelezar os fios, Edy Guimarães cita o que a "fumacinha" pode promover: "Ela também ajuda no rejuvenescimento das mechas. Além disso, deixa o cabelo mais encorpado, ajuda a eliminar as pontas duplas, diminui o frizz e dá a sensação de cabelo mais macio", explica.

Para alcançar esses resultados, entretanto, é necessário que o ozônio seja combinado com produtos de qualidade. "O vapor age também dilatando as cutículas e, dessa forma, potencializa o efeito reparador de boas máscaras aplicadas em conjunto. Podemos também casar o uso de misturas de óleos essenciais, para melhorar a nutrição", afirma a terapeuta capilar Lucy Cossenzo, do ROM. Concept, de São Paulo.

Lavagem com vapor de ozônio

Resultados esperados: Cabelo mais macio, encorpado, com menos frizz e couro cabeludo sem coceiras e descamações.
Duração: A partir de uma hora.
Quantidade de sessões: Para protocolo completo, quatro sessões.
Contraindicação: Não há.
Manutenção: A cada dois meses.
Valor da sessão: A partir de R$ 250.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Novidades de beleza