PUBLICIDADE

Topo

Autoestima

Fluvia Lacerda posa de biquíni: "Por que estar em guerra com o corpo?"

Da Universa

16/03/2019 12h01

Fluvia Lacerda fez um desabafo em seu Instagram na sexta-feira (15) para incentivar outras mulheres a aceitarem seus próprios corpos, independentemente da pressão que a sociedade impõe sobre os padrões.

Na foto de biquíni, a modelo começou o texto falando sobre como a gestação afetou o seu corpo, trazendo transformações de forma negativa na sua autoestima.

"Durante minha primeira gestação adquiri muitas estrias. Muitas mesmo. Minha pele ficou com texturas e tons estranhos. Mas honestamente estaria mentindo se dissesse que isso afetou de forma negativa minha autoestima. Sempre fui naturalmente desconectada dessas negatividades impostas com relação à nossa aparência física", iniciou.

Fluvia reforçou que não deixou que essas imposições a derrubassem, continuando a acreditar em sua sensualidade e força como mulher.

"Sempre questionei muito de onde isso vinha, quem possivelmente estava lucrando com a realidade de me transformar em alguém inseguro e infeliz. No fim, na minha cabeça, essas negatividades dissipavam. A chegada de mais estrias e celulites após minha primeira gestação não mudou essa forma de raciocínio. Não deixei de usar biquíni por isso, muito menos de me sentir sexy, forte, poderosa ou menos que ninguém. Quando assisto pessoas submersas no autoflagelo quanto sua aparência percebo que apesar de conhecer outras mulheres como eu, que nunca ligaram ou se deixaram afetar por essas coisas, a grande maioria não se sente assim".

E todos esses pensamentos citados por ela levaram a uma reflexão: por que estar em guerra com o próprio corpo?

"Parece um raciocínio lógico, mas me levou muito tempo para entender isso. Na minha cabeça a questão não era: quando você fez as pazes com seu corpo? E sim: por que deveria estar em guerra com ele? Sempre me perguntei: mas por que entregar nas mãos de terceiros o poder de nos afetar ou não com seus valores distorcidos, seus julgamentos? Por toda minha vida naveguei nesses questionamentos".

Fluvia conclui o texto lembrando as suas seguidoras sobre a necessidade do amor-próprio, que, consequentemente, leva à liberdade e à felicidade consigo mesma.

"Posto imagens como essa por entender o valor e importância do meu corpo, como ele é, e por aprecia-lo com todas as suas particularidades. Gorda ou magra, cintura fina ou não, estrias e celulites ou não, baixa, alta, quadris largos ou o contrário, seja como for, sonho com um mundo onde apenas seremos. Um mundo onde toda essa minha explanação seria sem sentido porque a necessidade de subir no palco e reiterar que precisamos nos libertar e nos amar, porque já passou da hora, porque merecemos, porque é o certo, justo a ser feito, seria simplesmente desnecessária. Sonho com esse mundo todos os dias. Onde ninguém precisará de inspiração para se libertar. Ninguém se esconderá por baixo da canga, ou deixará de se vestir como gostaria, ou viver as coisas que sonha por medo das críticas e julgamentos de outros. Nesse mundo, que você pode até chamar de utópico, apenas seremos felizes", concluiu.

Relembre outras famosas que usaram suas redes sociais para inspirar autoestima em outras mães com seus corpos:

Autoestima