PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Ele não sabe te tocar direito? Veja 5 jeitos de dar uma aulinha básica

Mostrar ao parceiro como gosta de ser acariciada é uma maneira de melhor a vida sexual a dois - Getty Images/iStockphoto
Mostrar ao parceiro como gosta de ser acariciada é uma maneira de melhor a vida sexual a dois Imagem: Getty Images/iStockphoto

Heloísa Noronha

Colaboração para Universa

28/10/2018 04h00

A química é ótima e você até já chegou ao orgasmo com ele. Mas, para ser bem sincera, o boy tem deixado a desejar, principalmente nas preliminares. Esse "probleminha", acredite, nem sempre é "defeito de fábrica". Ansiedade, vontade intensa de agradar, um tiquinho de desconhecimento e o apego a experiências anteriores são alguns dos prováveis motivos por trás da questão. A boa notícia é que você pode dar um empurrãozinho e extrair o melhor do parceiro com algumas dicas simples, mas eficazes:

Lição 1: faça-o brincar de "siga a mestra"

Traduzindo: faça nele o que deseja que ele faça em você, deixando bem claro que é essa a sua expectativa. Algumas dicas da coach sexual Juliana Baltazar, de São Paulo (SP): acaricie os cabelos dele, arranhe suas costas, mordisque a orelha, beije o pescoço, dedilhe os mamilos... A vantagem dessa lição é que, através das suas carícias, você também pode comunicar se anseia por uma pegada mais leve ou colocando um toque selvagem no que faz.

Veja também:

Lição 2: use a técnica da "mão sobre a mão"

"Por mais que seja experiente, o homem não nasceu com uma vulva. Então, muitos não sabem onde deve tocar, o que dá prazer, têm dificuldade em identificar o clitóris, ficam com medo de machucar... Cabe a você conduzir esse barco", diz Juliana. Pegue a mão dele, passe pelos lábios vaginais e pelo clitóris e mostre direitinho o mapa da mina. A psicóloga e sexóloga Tatiana Presser, autora do livro “Vem Transar Comigo” (Ed. Rocco), orienta uma estratégia infalível, a técnica da "mão sobre a mão". "Peça para ele colocar a mão sobre a sua e o conduza direto ao seu prazer. Assim, ao se masturbar com esse contato da mão, ele vai entender perfeitamente onde e como você alcança o prazer", garante.

Lição 3: use e abuse da linguagem erótica

Sussurrar durante o sexo pode ser, além de excitante, bastante esclarecedor. Porém, de acordo com Andreia Berté, palestrante motivacional e coaching de sensualidade, de Curitiba (PR), não é bom gemer o tempo todo e na mesma intensidade, pois isso pode confundir a cabeça do cara. "Pense em uma brincadeira de 'quente e frio'. Quando ele estiver acertando ao manipulá-la ou durante o sexo oral, demonstre isso de forma mais clara, inclusive com mordidinhas, arranhões, movimentos dos quadris e palavras mais safadas", indica. "Agora, se ele mudar o foco e você não curtir, expresse fisicamente, cesse os gemidos e fale algo como 'Ah... Você estava fazendo tão gostoso antes, quero mais!'. Com esse incentivo, ele vai aprender rapidinho", afirma.

Lição 4: masturbe-se na frente dele

Perca a inibição e tente se masturbar na frente do par. Não se trata de uma tática com viés machista --porque, a gente sabe, os homens adoram contemplar esse tipo de cena erótica. Pense que, dessa maneira, você estará ministrando uma verdadeira aula prática sobre como funciona o seu prazer. "Faça da masturbação uma prática constante e nela procure descobrir em quais partes do corpo mais gosta de ser tocada, com que velocidade, em qual intensidade e posição e até variáveis sensoriais como em qual lugar da casa, ouvindo quais sons ou músicas, em qual momento do dia. Perceba também o efeito dos múltiplos estímulos como por exemplo um dedo estimulando o clitóris e o outro (ou um vibrador) penetrando a vagina ou então acariciando os mamilos. Quanto mais você estudar suas sensações, melhor poderá auxiliar o parceiro a lhe dar mais prazer", conta Andreia.

Lição 5: seja direta

Se nenhuma das lições anteriores funcionar, abra o jogo. "Muitos homens não são especialistas em sutileza, então quanto mais direta você for, melhor", diz Tatiana. E, inclusive, é bom lembrar que cada mulher é diferente --talvez o que funcionava com outra parceira seja justamente aquilo que você menos curte. Acredite: você não vai ofendê-lo. Mesmo porque, segundo Tatiana, a maioria dos caras se sente aliviada quando a mulher dá uma diretriz. Em vez de começar falando do que você não curte, detalhe o que prefere e explique as razões. Converse sobre posições favoritas, como gosta que ele mexa no seu clitóris, que movimento de língua mais a agrada, etc. Lembre-se sempre: eles não têm bola de cristal e você é, na verdade, a principal responsável por seus orgasmos.

Sexo