PUBLICIDADE

Topo

Universa

10 famosos que eram péssimos alunos na escola

Heloísa Noronha

Colaboração com o UOL

13/11/2017 04h01

Embora não tenham tido uma trajetória escolar brilhante, por motivos que vão de problemas de saúde a preguiça e interesse zero no aprendizado, eles deram a volta por cima e conseguiram prestígio e reconhecimento nas carreiras que escolheram seguir.

Shakira

Shakira lança single "Me Enamoré?  - Divulgação - Divulgação
Shakira
Imagem: Divulgação
Se hoje a cantora desfruta de uma merecida fama e arrasta multidões para vê-la brilhar em seus shows, quando começou a cantar a coisa era bem diferente. Em entrevistas, a colombiana admitiu que nunca conseguiu fazer parte do coral da escola porque a professora julgava que sua voz parecia a de uma cabra. As críticas quase destruíram os sonhos de Shakira - que, sincera, admitiu que na época cantava mesmo de maneira desafinada -, mas seu pai a estimulou a perseguir seu objetivo. O resto da história é bem conhecido. Curiosidade extra: no ano passado, a escola pública que Shakira fundou na Colômbia, a Fundación Pies Descalzos, foi eleita a número 1 do país.

Steve Jobs (1955-2011)

Steve Jobs - Reprodução/UOL - Reprodução/UOL
Steve Jobs
Imagem: Reprodução/UOL
O visionário fundador da Apple não teve uma performance digna de admiração em seus primeiros anos na escola. Nunca esteve entre os primeiros alunos da classe e era um tanto desatento. Destacava-se, porém, pela petulância e curiosidade. Certa vez, quando a professora perguntou à turma o que as crianças não entendiam no universo, ouviu de Jobs a resposta um tanto ácida" "Não entendo por quê, de repente, estamos tão falidos”.

Bill Gates

Bill Gates - Chesnot/Gettty Images - Chesnot/Gettty Images
Bill Gates
Imagem: Chesnot/Gettty Images
Um dos homens mais ricos e poderosos do mundo estudou até a sexta séria em uma escola pública. Ele e a irmã eram incentivados pelos pais a tirarem boas notas via permuta: ganhavam 25 dólares quando os resultados saíam satisfatórios. Bill, que admitiu nunca ter sido um bom aluno, sempre recebia menos dinheiro. Isso não o impediu de entrar na Universidade de Harvard (EUA) com 18 anos de idade. Lá, chegou a dizer a um professor que viraria milionário antes dos 30. Ele abandonou a faculdade aos 21 para fundar com Paul Allen, amigo e sócio, a Microsoft. Aos 31, tornou-se bilionário.

Albert Einstein (1879-1955)

Albert Einstein - Reprodução/Biography - Reprodução/Biography
Albert Einstein
Imagem: Reprodução/Biography
O físico alemão, um dos maiores gênios que já passaram pela Terra, só começou a falar aos quatro anos de idade e a ler aos sete. Seus pais e professores achavam que ele tinha alguma limitação mental. O inventor da Teoria da Relatividade e ganhador de um prêmio Nobel de Física passou por várias escolas e, segundo contam seus biógrafos, detestou todas elas. O homem quem revolucionou a física simplesmente considerava tediosos os métodos de ensino da época. "Você não vai dar em nada na vida", ouviu de um professor, durante a sétima série.

Eric Clapton

Eric Clapton no Festival de Cinema de Toronto, onde divulgou o documentário sobre sua vida "Life in 12 Bars" - Fred Thornhill/Reuters - Fred Thornhill/Reuters
Eric Clapton
Imagem: Fred Thornhill/Reuters
Nascido em 1945, o músico descobriu por volta dos sete anos de idade que sua irmã mais velha era, na verdade, sua mãe verdadeira. A avó o havia criado como filho até então. Dois anos depois, ao conhecer a mãe, ela pediu que todos continuassem a farsa. A decisão o tornou mais calado e tímido do que já era, além de prejudicar seu desempenho nos estudos. Ele só interessava por arte e volta e meia ouvia repreensões por desenhar em seus cadernos em vez de anotar o conteúdo das aulas. Clapton só cursou o ensino fundamental, pois não passou nos exames para a escola secundária. Depois disso, decidiu se inscrever numa escola de música.

Adele

Adele faz homenagem a George Michael no Grammy Awards 2017, em Los Angeles - Getty Images - Getty Images
Adele
Imagem: Getty Images
A cantora britânica é reconhecida pela potência vocal e pela seriedade com que conduz a carreira. Por isso, parece surreal imaginá-la num pátio de escola trocando puxões de cabelo e tapas com uma colega. O motivo foi o mais banal possível: as duas se atacaram porque tinham opiniões contrários sobre um participante de um reality show.

Robert Pattinson

Robert Pattinson participa de entrevista sobre "The Lost City of Z" no Festival de Berlim - REUTERS/Axel Schmidt - REUTERS/Axel Schmidt
Robert Pattinson
Imagem: REUTERS/Axel Schmidt
Antes de fazer dos vampiros um objeto de amor adolescente no fim dos anos 2000, o ator penou nos anos escolares. Pattinson simplesmente se recusava a fazer os deveres de casa e também apresentava um desempenho bem lamentável em sala de aula. Resultado: foi convidado a se retirar da escola onde estudava.

Salma Hayek

14.mai.2015 - A atriz mexicana Salma Hayek, 48, posa para fotógrafos durante a apresentação do filme "Il Racconto dei Racconti" (O Conto dos Contos), do italiano Matteo Garrone, que concorre à Palma de Ouro no Festival de Cannes 2015 - Benoit Tessier/Reuters - Benoit Tessier/Reuters
Salma Hayek
Imagem: Benoit Tessier/Reuters
A bela mexicana infernizava - literalmente - a vida das pacatas freiras do colégio religioso onde estudou na adolescência. De tanto pregar pegadinhas nas irmãs, Salma foi expulsa da instituição.

Isaac Newton (1643-1727)

Sir Isaac Newton - Wikimedia commons - Wikimedia commons
Sir Isaac Newton
Imagem: Wikimedia commons
O cientista e astrônomo inglês não foi um aluno brilhante. Costumava tirar notas razoáveis, mas que não se esforçava mais do que o necessário nem se destacava nas aulas. Era só mais um na multidão, um tantinho preguiçoso, por sinal. Por outro lado, a leitura e a curiosidade intensas o salvaram da mediocridade. Por conta própria, começou a ler e a tomar notas sobre assuntos que o interessavam: teologia, latim, grego, ciência. Depois de uma temporada administrando muito porcamente a fazenda da família, foi enviado por um tio para estudar em Cambridge e, lá, se encontrou.

Ringo Starr

George Martin e Ringo Starr no palco do Grammy em 2008, ao receberem o prêmio de melhor trilha sonora por "Love", que apresentou versões remixadas dos Beatles para o espetáculo do Cirque Du Soleil - AP Photo/Kevork Djansezian - AP Photo/Kevork Djansezian
Ringo Starr
Imagem: AP Photo/Kevork Djansezian
Durante toda a infância, o baterista dos Beatles enfrentou problemas sérios de saúde que o levaram a ficar muito internado. No total, foram cerca de três anos gastos em hospitais, o que causou um enorme atraso em seus estudos. Aos 15 anos de idade, Ringo mal sabia ler ou escrever.

Universa