PUBLICIDADE

Topo

Universa

10 verdades que as mulheres querem que os homens saibam sobre orgasmo

O corpo é repleto de zonas erógenas para vocês explorararem à vontade - iStock
O corpo é repleto de zonas erógenas para vocês explorararem à vontade Imagem: iStock

Helena Bertho

do UOL

08/07/2017 04h00

Queridos homens, queremos falar com vocês: parece que o prazer feminino ainda é um mistério para muitos, tanto que uma pesquisa recente mostrou que as lésbicas têm tido muito mais orgasmos do que as heterossexuais. Mas as mulheres hétero também querem gozar.

Veja também

Para facilitar suas vidas, rapazes, e garantir o prazer delas, o UOL conversou com dez mulheres que contam, aqui, verdades que vocês vão adorar saber para que elas cheguem lá. 

1. A varinha não é mágica

"O pinto do homem não é varinha de condão para que eu me satisfaça por mágica, apenas com o movimento britadeira. Precisa saber usar a língua, os dedos e qualquer outra coisa para me fazer chegar ao orgasmo", M.P., 32, maquiadora.

2. O clitóris não existe só no começo

"Tem que estimular até o fim, esperar o tempo da mulher. O orgasmo de verdade só vem quando a mulher se sente desejada e vê que o sexo é sobre os dois", T.T., 28, estudante.

3. Mas também tem muita coisa além dele

"É importante tocar nosso clitóris para chegarmos lá, mas eles acharam que se trata de um botão mágico. Meninos, o corpo é repleto de zonas erógenas para vocês explorararem à vontade, e o clitóris tem uma sensibilidade danada! Chega a doer. Então, cuidado", N.L., 31, professora.

4. Não existe manual para chegar lá

"Bem que a gente queria um manual que os homens pudessem seguir. Mas cada mulher é de um jeito e sente prazer com estímulos diferentes. Esqueça as regras e fórmulas e preste atenção nos sinais que a sua parceira está dando", T.N., figurinista, 33.

5. Por favor, não mude o ritmo!

"Quando a gente dá a impressão de que está gostando e quase gozando, geralmente eles mudam de movimento: ou aumentam a intensidade ou o ritmo. Mas o que a gente quer é que continue exatamente como está, porque está bom!", I.S., 24, professora.

6. É muito mais que gemidos

"Os caras não sabem reconhecer um orgasmo, por isso é tão fácil fingir. É só a mulher dar uns gemidos... Mas se eu estou gritando e lá embaixo está tudo seco, sinto informar, não foi orgasmo. O corpo dá muitos sinais quando ele acontece", L.M., 35, advogada.

7. Cada uma goza de um jeito

"Tem cara que espera um jato, outros se contentam com uns gemidos. Mas cada uma goza de um jeito. Eles precisam reconhecer isso. Pode ser o corpo todo se contraindo, pode ser prender a respiração ou até uma tremedeira intensa", B.C., 22, farmacêutica.

8. Quando ele rola, é preciso um tempo

"Um pós-orgasmo merece um minutinho de apreciação. Às vezes, os caras querem continuar, mesmo sacando que você acabou de gozar. Mas você fica sensível e essa pausa é essencial para poder voltar a curtir", A.A., 32, artesã.

9. Tem muitos fatores envolvidos

"Sim, a gente demora mais do que vocês para chegar ao orgasmo porque nosso corpo precisa de mais tempo. Mas, além disso, nossos hormônios influenciam. É mais fácil chegar ao clímax logo depois da menstruação, por exemplo", L.M., 40, empresária.

10. O sexo não é só sobre orgasmo

"Tenho a impressão de que para eles, se não gozar, não foi bom. Mas para nós pode ser diferente: dá para aproveitar todo o caminho sem chegar ao gran finale. Se não chegarmos lá, pode ter sido bom mesmo assim. Mas isso não quer dizer para desencanarem, nós também queremos gozar", E.D., 29, cineasta.

Universa