PUBLICIDADE

Topo

Mães e filhos

Homem coloca filha em uma "coleira" e sua explicação viraliza entre pais

Do UOL

02/06/2017 08h35

Clint Edwards, blogueiro sobre paternidade do “No Idea What I'm Doing: A Daddy Blog”, já avisa: ele não faz ideia do que está fazendo. No último sábado, o norte-americano pai de três trouxe à tona o debate sobre “coleira” para crianças e fez muita gente repensar seus conceitos.

“Estávamos em uma feira. Sem vergonha. Coloquei esta criança em uma coleira. Ela é uma criança que não para quieta, e isso já a manteve longe da estrada e de prender sua mão em uma máquina de sorvete, além de me manter são.

A dificuldade real em ter uma criança assim é que você é condenado se você age, e condenado se você não faz nada. Por que o fato é que se eu não colocar Aspen em uma coleira em parques, no zoológico, em um shopping lotado, ou em uma feira, ela será a criança perdida anunciada nos megafones. Ela será a criança surgindo em todos os feeds do Facebook vagando em um estacionamento do shopping, sozinha. Ela poderia ser a criança escalando a jaula do tigre. Porque eu não posso impedi-la de se mover. Sua curiosidade é incrível e por só ter 30 centímetros de folga, ela corre mais rápido que um corredor olímpico.

Claro, recebo olhares tortos de estranhos. Provavelmente vou receber vários comentários ‘Sou um pai perfeito e é por isso que você é um ruim’ neste post. E para vocês eu digo ‘Vou manter esta criança segura enquanto mantenho minha paz de espírito, então vale 100%’. Na realidade, ela vai se acalmar, porque todas as crianças são assim. Mas até este dia chegar, vou fazer o que for preciso para mantê-la longe do perigo, ainda que seja por uma coleira”, diz.

Clint e sua filha Aspen - Reprodução/Facebook - Reprodução/Facebook
Clint e sua filha Aspen
Imagem: Reprodução/Facebook

Em seu blog, Clint assume que não tem nenhuma pretensão em ensinar outros pais a serem melhores e só relata seu dia a dia no cuidado dos filhos. “Meu pai me deixou aos 9 anos, então tive que aprender como ser um pai e um marido por tentativa e erro. Tem sido um caminho de aventuras”, diz na descrição de seu blog.

O post em questão recebeu 13 mil reações, mais de 3 mil compartilhamentos e cerca de 3 mil comentários. Muitos deles, em apoio a iniciativa de Clint e outros questionando o uso da coleira.

O objeto controverso não é novo e gera polêmica mesmo entre os pais e especialistas brasileiros.

Mães e filhos