PUBLICIDADE

Topo

Moda

Estilo típico folclórico e floral de Isabela Capeto abre manhã de desfiles

Inspirada na natureza, estilista apresenta looks com florzinhas em tecidos de algodão - Alexandre Schneider/UOL
Inspirada na natureza, estilista apresenta looks com florzinhas em tecidos de algodão
Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE<br>Editora de UOL Estilo

15/06/2007 12h26

A inspiração era a natureza. A marquise do MAM (Museu de Arte Moderna) virou sala de desfile, e a gigante aranha da artista Louise Bourgeois (obra permanente numa sala de vidro do museu), boca de passarela por onde as modelos de Isabela Capeto saíam para desfilar a coleção Verão 2007/08 da marca.



A referência ao tema apareceu no cenário de grandes cestos de frutas e verduras. Nas roupas, sim, a natureza também estava lá, em forma de florzinhas, tecidos naturais como o algodão. Mas, mais do que referência à inspiração, estes elementos faziam alusão ao universo de Isabela Capeto, que, nesta coleção, apareceu concentrado, deixando de lado grandes experimentações para apostar nos seus bordados folclóricos, aplicações, babados, em modelos geralmente convencionais de vestidos femininos, na altura do joelho (levemente abaixo), em shortinhos curtos e mais soltos, em batas brancas com leve transparência e bordados coloridos. Momentos que poderiam ganhar um toque masculino e sair um pouco da feminilidade mais ingênua acabaram confirmando a vontade da estilista nesta coleção, caso da chemise (usada de maneira interessante na edição passada da marca), ganhou uma versão embabadada, de saia rodada, usada por Michele Provensi.



A silhueta mais vista foi a da cintura marcada com a saia rodada, numa cartela de cores composta por rosa velho mais claro, verde menta, amarelo queimado, quase alaranjado, marrom com toques de dourado, amarelo forte e azul. Nos pés, a brincadeira com o crochê é feita nos sapatos de bico redondo, tanto de salto alto como sapatilhas, marrons, cheios de furinhos (lembrando a trama do crochê).

Moda