PUBLICIDADE

Topo

Universa

Carlota Joaquina e Família Real inspiram coleção desfilada no Parque das Ruínas, RJ

Daiane Conterato fechou o desfile num longo preto, de mantilha de tule cobrindo o rosto - Alexandre Schneider/UOL
Daiane Conterato fechou o desfile num longo preto, de mantilha de tule cobrindo o rosto
Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE<br>Enviada especial ao Rio

04/06/2007 15h02

"Já escolhi dois modelos para a minhas férias em Saint Tropez", anunciou Kátia Spovali, empresária do ramo de cosméticos e uma das clientes da Sta. Ephigênia que assistiam, entusiasmadas, ao desfile da marca, que aconteceu nesta segunda (4), no Parque das Ruínas, no bairro de Santa Tereza.



O vestido de cintura império (marcado logo abaixo do peito e solto no resto do corpo) com a estampa batizada de "le jardin", num floral inspirado na vegetação do Jardim Botânico, foi um dos escolhidos de Kátia. "Acho eles maravilhosos, superchiques" elogiava, referindo-se à dupla de estilistas formada por Marco Maia e Luciano Canale.



Com um estilo bem teatral, marcado pelo bom humor, as referências glamourosas do passado, com gosto especial pelos anos 50, a Sta. Ephigênia tem um publico cativo que gosta de se enfeitar, num clima retrô a la diva de cinema. Pelo menos nas festas, já que as peças são mais para a noite e as senhoras que figuravam entre as clientes faziam a linha clássica com um toque de ousadia em brincos dourados, maquiagem caprichada e bolsas de estampa animal.



Para comemorar o aniversário ligeiramente adiantado da chegada da Família Real portuguesa ao Brasil (que aconteceu em 1808), a grife olhou para as roupas históricas, mais especificamente o estilo romântico da época, marcado pelo ecletismo de estilos e, principalmente, uma volta ao estilo da Grécia e Roma antigas. Entre os modelos de um ombro só, longos e curtos bem drapeados (com perfume Dior, mais especificamente da coleção deste verão europeu)e vestidos estilo túnica, umas pitadas dos anos 50 em vestidos de cintura marcada no lugar e saia rodada, com várias camadas de tule por baixo.



Grandes flores e folhas na cabeça faziam menção divertida à natureza tropical encontrada pela família real quando chegou por aqui. Combinação de preto e branco, dourado queimado e off-white (branco sujo) apareceram bastante no desfile. Carlota Joaquina foi interpretada pela modelo Daiane Conterato, que fechou a apresentção num longo preto, de mantilha de tule cobrindo o rosto.

Universa