PUBLICIDADE

Topo

Universa

Márcia Ganem investe nas rendas e no artesanato em desfile preto e branco

Look negro total em renda filé na abertura do desfile de Márcia Ganem - Alexandre Schneider/UOL
Look negro total em renda filé na abertura do desfile de Márcia Ganem
Imagem: Alexandre Schneider/UOL

CAROLINA VASONE<br>Enviada especial ao Rio de Janeiro

15/01/2007 18h41

A estilista baiana Márcia Ganem abriu o segundo dia do Fashion Rio, nesta segunda (15), reforçando seu gosto pelas rendas e pelo trabalho manual na criação de sua coleção para o inverno 2007.



A novidade, segundo a estilista, é o uso da renda filé, com uma trama mais aberta, utilizada de um jeito não tradicional. No resto das roupas, a maior parte vestidos curtos e bem justos, nada muito novo em termos de design, com exceção de uma experimentação de anquinhas como no vestido off white tomara-que-caia, justo, feito de espécie de franjas laterais. Na mesma linha das anquinhas, mangas mais duras e curtas também apareceram em alguns tops.



O trabalho de espécie de franjas horizontais foi utilizado em boa parte da coleção, pontuada com alguns brilhos, bordados e detalhes em grandes flores, que, sozinhas na peça, eram contornadas por trabalhos em rendas mais abertas.



O couro surgiu nos sapatos anabela com tiras trançadas ao longo do peito do pé e nas faixas amarradas em nó, marcando a cintura. O preto e o branco, com detalhes em tom caramelo, compuseram a cartela de cores da coleção que, mais do que artesanal, faz muita menção ao artesanato.

Mais
Ao som de Tom Zé, começa o desfile da estilista baiana Marcia Ganem

Universa