Topo

Fofuras


Casal de pinguins gays se mostram pais "exemplares" em zoo de São Francisco

Reprodução/YouTube
Imagem: Reprodução/YouTube

Da EFE

06/07/2019 09h21

Rio e Eduardo são um casal de pinguins do mesmo sexo - ambos machos - que vivem no zoológico de San Francisco (Califórnia), onde criaram até três filhotes juntos e se mostraram ser pais "exemplares" dentro da comunidade, explicou à Agência Efe a cuidadora Eva Solano.

Neste parque californiano vivem várias dezenas de pinguins de Magallanes - uma espécie quase ameaçada que nidifica na Patagônia - e não é raro, segundo puderam comprovar os responsáveis do zoológico ao longo dos anos, a formação de casais do mesmo sexo.

"A homossexualidade é algo natural. Faz parte de quem são. Não é algo que façam porque estão no zoológico: aqui têm muitos pinguins entre os quais escolher e escolheram um ao outro", disse Solano, apontando que também tiveram casais gays e lésbicas de flamingos, cisnes, rãs, lagartos e macacos.

O que faz de Rio e Eduardo um casal de destaque não é a orientação sexual, mas suas excepcionais capacidades paternais, que fazem deles, nas palavras da cuidadora, pais "fantásticos e incríveis", inclusive melhores do que os casais formados por membros de sexo diferente.

Estes pinguins, que estão há cinco anos "saindo juntos", criaram três filhotes desde 2016, quando os trabalhadores do zoológico deram o primeiro ovo para que o incubassem e o mantiveram são e quente até que o pequeno saiu da casca.

O primeiro filho adotivo do casal foi enviado a um zoológico de Nova York, já que o parque californiano participa de um programa de gestão da população destas aves quase ameaçadas, dezenas de milhares das quais morrem a cada ano por causa da presença de petróleo e poluentes no oceano.

A boa experiência com esse primeiro ovo encorajou os responsáveis do zoológico a atribuí-los outro no ano seguinte, e desta vez Rio e Eduardo puderam "encontrar" o filhote que nasceu dele.

"Demos o ovo, o incubaram, o filhote nasceu e eles o adotaram. Eu não tive que intervir em absoluto. Muitos dos pássaros que temos aqui, eu vigio de perto e quando o filhote ou os pais necessitam de ajuda, eu a proporciono. Eles não necessitaram de nenhuma ajuda", indicou Solano.

Igualmente ao caso dos casais de diferente sexo de pinguins de Magallanes, Rio e Eduardo dividem as tarefas de incubação e cuidado dos ovos e dos filhotes, embora também como no caso dos casais de diferente sexo, esta repartição nem sempre é equitativa.

Rio normalmente passa um pouco mais de tempo incubando, enquanto Eduardo gosta de dedicar mais tempo aos passeios, mas mesmo assim, segundo explicou a cuidadora, segue cumprindo com suas obrigações paternais.

"Se preocupam um com o outro e se preocupam com o filho, porque é deles. Fazem o mesmo que os outros e melhor que a maioria dos casais do zoológico", afirmou Solano.

Rio e Eduardo não são os únicos moradores gays deste local atualmente: outro casal, formado também por dois machos, Ruppert e Winston, completa a comunidade homossexual entre os pinguins, embora as qualidades paternais destes últimos ainda sejam um mistério.

Ruppert tem 5 anos e Winston só 2 (é considerado que os pinguins de Magallanes alcancem a idade adulta aos 3 anos), de maneira que ainda são jovens demais e não criaram nenhum pintinho juntos, além do que a pouca fidelidade de Winston não ajuda, já que ele já mudou várias vezes de companheiro.

"Winston é jovem e está experimentando para ver que é o que quer fazer com sua vida", brincou a cuidadora.