PUBLICIDADE

Topo

Violência contra a mulher

Secretário de Estado britânico renuncia após mensagens de conteúdo sexual

Andrew Griffiths - Divulgação/Parlamento Britânico
Andrew Griffiths Imagem: Divulgação/Parlamento Britânico

Da EFE, em Londres

15/07/2018 11h24

O secretário de Estado de Empresa do Reino Unido, Andrew Griffiths, apresentou neste domingo sua renúncia depois que o jornal "Sunday Mirror" revelou o conteúdo de mensagens de caráter sexual que enviou a duas eleitoras.

Griffiths, deputado por Burton (noroeste da Inglaterra) e de 2004 a 2006 chefe de pessoal na oposição da primeira-ministra, Theresa May, mandou mais de 2.000 mensagens em três semanas a Imogen Treharne e a outra mulher, afirmou o jornal.

Veja também


Treharne, de 28 anos, contou ao "Sunday Mirror" que as mensagens, que recebeu através de Facebook, Instagram, WhatsApp e Snapchat, começaram no mês de junho depois dela publicar um vídeo "picante".

A jovem afirmou que tentava perguntar a Griffiths por "seus interesses", mas que a conversa sempre voltava "ao sexo", ao mesmo tempo que descreveu o conteúdo das mensagens que recebeu como "miseráveis e repugnantes".

O político declarou ao jornal se sentir "profundamente envergonhado" com o ocorrido.

"Meu comportamento causou um sofrimento incalculável a sua mulher e família, aos quais deve tudo", disse o político.

Além disso, Griffiths, de 47 anos e que se tornou pai em abril deste ano, pediu desculpas à primeira-ministra assim como aos demais membros do Governo pelo "ar sufocante" que lhes causou.

Violência contra a mulher