PUBLICIDADE

Topo

Universa

Kate Moss se comporta como "fugitiva", diz polícia britânica

21/01/2006 13h40

Londres, 21 jan (EFE).- Kate Moss começa a se comportar como "uma fugitiva" da justiça, segundo um alto funcionário da polícia britânica, que está descontente com a negativa da modelo de retornar ao país para responder às acusações de consumo de cocaína.

"Oferecemos a ela a oportunidade de ir à delegacia que ela mesma escolhesse em companhia de seu advogado e sem ser presa, mas não respondeu", queixou-se a fonte policial em declarações publicadas hoje pelo jornal Daily Mirror.

Segundo o jornal, a polícia está tão insatisfeita com o comportamento da modelo que ameaçou algemá-la assim que pisar solo britânico.

Em vez de ir à delegacia de polícia, Moss, de 32 anos, está viajando pelo mundo para cumprir compromissos de trabalho ou tirar férias nos quatro meses entre a publicação de fotos em que aparecia consumindo cocaína e hoje.

A modelo, que se submeteu a desintoxicação em uma clínica do Arizona (EUA) esteve em Ibiza, Barcelona, Nova York, na ilha de Necker, no Pacífico, e Los Angeles, onde está morando temporariamente com sua filha.

Seu ex-namorado, o músico Pete Doherty, de 26 anos, que esteve com ela no mesmo estúdio de gravação quando se revelou o suposto consumo de cocaína, se disse ontem, sexta-feira, culpado de posse de heroína, crack, morfina e maconha em um tribunal de Londres.

Posto em liberdade condicional pagando fiança, Doherty será sentenciado em 8 de fevereiro.

Universa