PUBLICIDADE

Topo

Universa

Amor em tempos de coronavírus e fronteiras fechadas

Casal de idosos mantém relacionamento entre Alemanha e Dinamarca em meio aos bloqueios devido ao coronavírus - Reprodução/Facebook/Henrik Frandsen
Casal de idosos mantém relacionamento entre Alemanha e Dinamarca em meio aos bloqueios devido ao coronavírus Imagem: Reprodução/Facebook/Henrik Frandsen

Ankita Mukhopadhyay, Melissa Sou-Jie Van Brunnersum (fa)

30/03/2020 16h26

Inga Rasmussen vive na Dinamarca, e Karsten Tüchsen Hansen, na Alemanha. Ambos moram em cidades próximas às fronteiras entre os dois países. Uma viagem até então rotineira, mas no momento impossível, já que a fronteira entre a Alemanha e a Dinamarca está fechada devido ao agravamento do surto de coronavírus nos dois países.

O casal respeita o fechamento das fronteiras e o distanciamento social, mas encontrou um jeito de se ver pessoalmente. Todos os dias, Inga, de 85 anos, dirige até a fronteira, enquanto Karsten, de 89 anos, vai até o local de bicicleta elétrica.

Cada um leva a sua cadeira e, separados pelas barreiras físicas, conversam, almoçam, dividem biscoitos, tomam uma xícara de café ou um shot de Geele Köm, bebida alcoólica popular do norte da Alemanha. "Um brinde ao amor", diz Karsten enquanto os dois brindam.

Hansen vive em Süderlügum, na região alemã de Nordfriesland, e Inga, na cidade dinamarquesa de Gallehus. No dia 14 de março, a Dinamarca fechou grande parte da fronteira com o estado alemão de Schleswig-Holstein. Dois dias depois, a Alemanha fez o mesmo.

"É triste, mas não podemos mudar a situação", disse Karsten. Desde o fechamento das fronteiras, o casal conversa frequentemente por telefone e faz o possível para se encontrar diariamente, não deixando a pandemia afetar o relacionamento.

Os dois se conheceram há dois anos, e desde março de 2019 se veem todos os dias. "Estou sempre com o Karsten", diz Inga. "E o tempo em que não estou é longo o suficiente quando se é sozinha", acrescenta a aposentada.

Inga e Karsten esperam que na Páscoa seja novamente permitido cruzar a fronteira entre os dois países. E também já fizeram planos para o futuro. Quando a pandemia passar, querem viajar juntos.

Universa