Topo

TV iraniana censura jogo da Bundesliga por árbitra ser mulher

Bibiana Steinhaus apita partida de FC Augsburg x Bayern Munich - Reuters
Bibiana Steinhaus apita partida de FC Augsburg x Bayern Munich Imagem: Reuters

17/02/2019 14h25

O canal público de televisão iraniano IRIB decidiu, em cima da hora, não exibir uma partida do campeonato alemão de futebol por a árbitra do jogo ser uma mulher.

A partida em questão, entre Bayern de Munique e Augsburg, ocorreu na sexta-feira (15) e foi apitada pela árbitra alemã Bibiana Steinhaus.

Segundo jornais alemães, a decisão de não transmitir o jogo foi com base nas estritas leis islâmicas do Irã, que não permitem a exibição de imagens de mulheres usando roupas que mostrem muitas partes do corpo, como short e camisa.

Natalie Amiri, correspondente no Irã do canal público alemão ARD, escreveu no Twitter: "A transmissão foi cancelada em cima de hora! E de quem é a culpa de novo: da Bibi, é claro. Bibiana Steinhaus é uma mulher e usa shorts, algo que não pode ser visto na TV estatal iraniana".

No Irã, cenas em que mulheres aparecem mostrando muitas partes do corpo costumam ser censuradas. Mas isso seria inviável numa partida de futebol, uma vez que Steinhaus, como árbitra, está quase sempre onde o lance acontece.

Em maio, a TV iraniana tentou censurar uma partida também do campeonato alemão que teve Steinhaus como árbitra, mostrando cenas aleatórias do público toda vez que a câmera se aproximava dela.

Bibiana Steinhaus, de 39 anos, se tornou em setembro de 2017 a primeira mulher a apitar uma partida da primeira divisão do futebol alemão.

Direitos da mulher