PUBLICIDADE

Topo

Universa

'Sair com outras pessoas nos fortaleceu como casal'

Elliot e Poppy participaram de programa em que casais saíram com outras pessoas - um na frente do outro - BBC
Elliot e Poppy participaram de programa em que casais saíram com outras pessoas - um na frente do outro Imagem: BBC

Thea de Gallier

Da BBC Three

24/09/2020 10h15

Como você se sentiria se seu parceiro saísse em um encontro com outra pessoa? Não só isso, como você se sentiria se ainda tivesse que testemunhar isso?

Pode parecer o pior dos pesadelos para alguns, mas um programa da BBC chamado Just One Night ("Só por uma noite") fez seis casais passarem por isso.

Cada um deles tinha um motivo diferente para testar seu compromisso: para alguns, o relacionamento estava no início e os envolvidos queriam testar se era aquilo mesmo; outros queriam avaliar se estavam prontos para dar um passo adiante, como morar juntos.

Mas, para Poppy e Elliot, o que estava em jogo era a confiança entre eles.

Poppy e Elliot no momento em que conheceram o novo par dele - BBC - BBC
Poppy e Elliot no momento em que conheceram o novo par dele
Imagem: BBC

Uma experiência ruim de Poppy em um relacionamento anterior a estava deixando ansiosa e afetando seu romance com Elliot, de quem ela temia estar se afastando.

Ter encontros com outras pessoas teve algum efeito? Poucos meses depois do programa, a BBC os encontrou para descobrir - e eles contam aqui em primeira pessoa, primeiro Poppy e depois Elliot.

Poppy: 'Tudo me deu perspectiva'

Poppy sentiu que seu par foi compreensivo com ela e seu relacionamento - BBC - BBC
Poppy sentiu que seu par foi compreensivo com ela e seu relacionamento
Imagem: BBC

"Acho que eu carregava problemas do meu relacionamento anterior.

Não gosto de me classificar como insegura, mas quando comecei o relacionamento novo, vários pensamentos de insegurança voltaram. Se algo parecido acontecesse com Elliot, isso nos levaria uns 10 passos atrás.

Elliot não tem ciúmes e é muito tranquilo, mas era difícil para mim me comportar da mesma forma.

Sei que ele é muito simpático e festeiro. Quando ele saía sem mim, eu mal conseguia dormir.

Depois do programa, percebi que precisava relaxar e confiar mais nele.

Ao ver meu parceiro com outra pessoa, tudo me deu perspectiva. Percebi que era algo que eu não queria (vê-lo com outra pessoa) e que, se eu o afastasse de mim, isso poderia acabar acontecendo.

Testemunhar o encontro foi horrível, algo que ninguém ia querer. Vê-lo ali, em pessoa, mexeu com minhas emoções. Cheguei a pensar no que aconteceria se ele decidisse partir com ela.

Mas definitivamente, foi algo que nos fortaleceu como casal. Ficou claro para mim que tudo estava indo bem e que eu não queria perdê-lo. Não quero passar por essa situação novamente.

Tenho que confiar mais nele e o que tiver que acontecer, vai acontecer. Quanto mais eu me estressar, mais nos separaremos.

Nesse sentido, aprendi muito sobre mim, o que ajudou na minha autoestima.

Sobre o meu encontro, fiquei muito inquieta o tempo todo, mas sou grata por ter sido com alguém aberto e gentil, muito disposto a me entender em meu relacionamento.

Ainda mantemos contato com ele e com a garota que Elliot conheceu. Planejamos nos encontrar novamente.

Elliot: 'Ela não me faz sentir assim'

'Foi um pouco estranho', lembra Elliot - BBC - BBC
'Foi um pouco estranho', lembra Elliot
Imagem: BBC

"Antes do programa, achei que seria divertido. E assim que chegamos, vendo a equipe de produção trabalhando, tudo se tornou muito real. Eu voltaria a participar de programas na TV, mas não com algo relacionado a nosso namoro!

Estávamos juntos há apenas dois meses quando o programa nos propôs o experimento, então nos perguntamos 'por que não tentar'.

Cinco meses depois, aqui estamos.

Quando vi Poppy com seu par, foi um pouco louco.

Eu estava concentrado no meu encontro, mas quando vi o par dela passar, com o cabelo comprido e tão diferente do meu, achei que as coisas poderiam ficar interessantes.

Ela estava em um encontro com outro cara e eu com outra mulher. Foi um pouco estranho.

Depois, já de volta ao quarto do hotel, tive uma sensação muito estranha, como de incerteza.

Não tínhamos permissão para usar o celular e eu não parava de pensar naquilo.

Era um programa de TV, mas tudo parecia muito real. Por um momento, esqueci que estava na TV.

Vivemos juntos por quatro meses durante o isolamento (na pandemia de coronavírus). Fizemos muitas coisas e descobrimos o que queremos.

Queremos viajar e somos ambos muito criativos. Eu quero viajar e filmar o mundo. Poppy é uma excelente ilustradora e queremos apoiar-nos mutuamente para avançar nessas duas áreas.

Percebi como me sinto confortável com Poppy. Algumas pessoas deixam você ansioso, como no encontro, mas logo percebi que Poppy não me faz sentir assim.

Ela me faz sentir bem."

Universa