Topo

Camiseta com alusão a feminicídio gera polêmica na Itália

Da ANSA, em Roma

28/10/2019 15h52

Uma camiseta cuja estampa fazia referência a crimes de violência contra a mulher gerou polêmica na Itália no último fim de semana.

A peça estava à venda em uma unidade da rede de supermercados Carrefour de Roma, capital do país, e exibia o desenho de um casal, com uma mulher falando e a legenda "problema". Em seguida, o desenho mostrava o homem empurrando a mulher e a legenda "resolvido".

A senadora Monica Cirinnà, do Partido Democrático (PD), postou uma foto da camiseta em suas redes sociais. "Acabei de ver essa camiseta à venda no Carrefour Itália. Se uma mulher fala muito, é melhor se livrar dela?", criticou a parlamentar.

Imediatamente, a imagem viralizou nas redes sociais. "É um fato gravíssimo", acrescentou, por sua vez, a também senadora Valeria Fedeli, do PD, líder da Comissão de Direitos Humanos.

A Casa Internacional das Mulheres, que reúne organizações de apoio a mulheres em situação de vulnerabilidade, também se pronunciou: "Em um país onde, a cada 72 horas uma mulher é assassinadas, é vendida uma coisa assim em um supermercado de Roma. Estamos sem palavras. É uma vergonha", afirmou a entidade.

Diante da polêmica, o Carrefour Itália retirou os produtos de circulação. "As duas unidades [da camiseta] colocadas erroneamente à venda em um único ponto de Roma pertencem a um lote que não deveria ter sido comercializado. Após o alerta recebido via redes sociais, o Carrefour Itália imediatamente procedeu com a retirada das camisetas e abriu uma investigação interna para entender a dinâmica do que ocorreu", informou a companhia.

Violência contra a mulher