Topo

Donatella Versace é nomeada embaixadora de movimento LGBT

Donatella Versace - Getty Images
Donatella Versace Imagem: Getty Images

Da Ansa, em Milão

25/06/2019 18h43

A estilista italiana Donatella Versace foi nomeada uma das embaixadoras do Stonewall pela Pride Live, um dos movimentos que promove a conscientização e luta pela igualdade de direitos da comunidade LGBTQ+.

A decisão foi tomada por ocasião do Stonewall Day, celebrado no próximo dia 28 de junho nos Estados Unidos, quando completará 50 anos do conflito violento entre a polícia e clientes de um bar para homossexual em Nova York, o que é considerado o momento em que o ativismo pelos direitos LGBT ganhou o debate público e as ruas.

"As palavras não podem expressar como estou honrada por ter sido nomeada embaixadora da Stonewall Inn", afirmou Donatella ao site "Women's Wear Daily" (WWD). Segundo a italiana, "o que aconteceu em 1969 foi algo extraordinário que chamou a atenção do mundo sobre as questões da diversidade, igualdade, direitos civis básicos e aceitação".

Além de Donatella, a organização sem fins lucrativos escolheu outras 50 celebridades, incluindo a cantora drag Conchita Wurst, Anna Wintour e Whoopi Goldberg, para representar todos os homossexuais, lésbicas e transexuais na parada da diversidade.

Para a ocasião, a estilista da grife italiana também criou uma coleção de camisetas exclusivas, com edição limitada, que pode ser encontrada apenas na boutique da 5th Avenida, em Nova York, e no site norte-americano da marca. Uma parcela do valor arrecadado será doada a Stonewall Day e a Pride Live. Durante a parada LGBT haverá shows, espetáculos teatrais, exibição de filmes, conferências e um tour gratuito no Brooklyn para prestar homenagem aos homossexuais, drag queens e transexuais que, em 28 de junho de 1969, colocaram fim ao abuso policial e enfrentaram agentes dentro do bar gay Stonewall Inn, no Greenwich Village.

O World Pride Festival de 2019 terá início já nesta quarta-feira (26) com um show de caridade da Cindy Lauper e Chaka Khan. Já no final de semana, está prevista a apresentação da Madonna diante de cerca de 3 milhões de pessoas, segundo as estimativas.

Mais Mês do Orgulho LGBTQ+