PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

Morre April Ashley, pioneira da luta pelos direitos trans no Reino Unido

A atriz, modelo e ativista April Ashley em foto de 1970 - Jones/Daily Express/Getty Images
A atriz, modelo e ativista April Ashley em foto de 1970 Imagem: Jones/Daily Express/Getty Images

29/12/2021 14h58

Londres, 29 dez 2021 (AFP) - Pioneira na luta pelos direitos das pessoas trans no Reino Unido, a atriz e modelo April Ashley morreu aos 86 anos, informou a mídia britânica nesta quarta-feira (29).

Segunda britânica a mudar o sexo para se tornar mulher, em 1960, Ashley dedicou sua vida a defender as pessoas trans. Sua morte gerou muitas homenagens na comunidade LGBTQIA+, como o cantor Boy George, que a descreveu como "força da natureza e grande sacerdotisa" da causa, ou o ativista Peter Tatchell, que homenageou "uma heroína" e "grande pioneira".

Nascida como George Jamieson em 1935 em Liverpool (noroeste da Inglaterra) em uma família trabalhadora, acabou se mudando para Londres e depois Paris, onde trabalhou em espetáculos de drag queens.

April Ashley - Jeff Spicer/Getty Images - Jeff Spicer/Getty Images
Militante dos direitos trans morreu aos 86 anos
Imagem: Jeff Spicer/Getty Images

Economizou até conseguir o dinheiro para a cirurgia de mudança de sexo e operou em Marrocos em 1960.

De volta à Inglaterra, se viu confrontada por inúmeros obstáculos para ser reconhecida como mulher, o último em 1970, quando quis se divorciar e um tribunal invalidou seu casamento, alegando que sua mudança de sexo não estava reconhecida legalmente. Em protesto, foi embora para os Estados Unidos e não voltou até que em 2005 a lei a reconheceu como mulher.

Em 2012, o príncipe Charles a condecorou pelo seu ativismo pelos direitos trans.

"Eu sei melhor do que ninguém o quanto as pessoas podem julgar, mas o que conta é ser fiel a si mesma", declarou em uma entrevista.

Diversidade