PUBLICIDADE

Topo

Caso de jovem que cometeu suicídio após estupro mobiliza Chile

Ela ligou para o ex-namorado para contar a situação, mas ele a gravou, a insultou e depois encaminhou a conversa, que acabou chegando ao agressor - iStock
Ela ligou para o ex-namorado para contar a situação, mas ele a gravou, a insultou e depois encaminhou a conversa, que acabou chegando ao agressor Imagem: iStock

Da AFP, em Santiago

23/07/2020 19h56

O caso de Antonia Barra, uma jovem de 21 anos que cometeu suicídio em outubro de 2019 depois de denunciar um estupro e não encontrar apoio entre seus amigos, está causando grande comoção no Chile.

A indignação popular com o caso, ocorrido em Pucón, no sul do Chile, cresceu com as revelações sobre o principal suspeito, Martín Pradenas. A Justiça atribuiu a ele o estupro e ordenou hoje sua prisão domiciliar enquanto aguarda um futuro julgamento.

O fato da prisão preventiva não ter sido emitida provocou uma avalanche de repúdio nas redes sociais, panelaços e protestos em frente à casa de Pradenas, na cidade de Temuco. Em várias partes do país, grupos de mulheres participaram da convocação do coletivo feminista LasTesis, conhecido mundialmente.

"Foi estabelecido um prazo de investigação de 120 dias e então saberemos se haverá um julgamento ou se haverá mais tempo para coletar evidências. Depois vem a prévia do julgamento oral e então o julgamento", disse ao jornal La Tercera a advogada feminista Camila Maturan, da Corporación Humanas.

O caso foi reconstituído com base em trocas de mensagens pelo WhatsApp. Em 18 de setembro de 2019, Antonia acordou em uma cabana em Pucón com Martín Pradenas em cima dela. Ela disse que gritou para ele sair, se vestiu e foi embora.

A vítima afirma que foi estuprada por Pradenas, mas não quis denunciá-lo por medo da reação de seus pais. Ela ligou para o ex-namorado para contar a situação, mas ele a gravou, a insultou e depois encaminhou a conversa, que acabou chegando a Pradenas no mesmo dia.

No dia 13 de outubro de 2019, Antonia Barra enviou uma mensagem se despedindo do ex-namorado e se suicidou.

Violência contra a mulher