PUBLICIDADE

Topo

Universa

Seu filho detesta inalação? Veja 8 ideias para não apelar para o pirulito

O ex-BBB Rodrigão, marido da ex-BBB Adriana Sant"anna, com o filho deles, Rodrigo - Reprodução/Instagram
O ex-BBB Rodrigão, marido da ex-BBB Adriana Sant'anna, com o filho deles, Rodrigo Imagem: Reprodução/Instagram

Adriana Nogueira

Do UOL

26/06/2017 15h11

Com o filho, Rodrigo, doente, a ex-BBB Adriana Sant’anna resolveu seguir uma dica de seus seguidores no Instagram e colocar um pirulito dentro da máscara para que o filho de um ano e quatro meses aceitasse fazer inalação. O desespero dos pais para que o menino aceite o tratamento é compreensivo, mas o UOL dá ideias a seguir para não lançar mão do recurso, que é controverso.

Segundo a neonatoloista Julia Borten, do Hospital e Maternidade Santa Joana, em São Paulo, além de o consumo de doces não ser indicado a menores de dois anos, o truque faz com que a inalação seja menos efetiva.

“No corpo humano, há um caminho para a respiração e outro em paralelo para a alimentação. Quando um abre, o outro fecha. Mecanismo de segurança, para que pedaços de alimentos não acabem parando nos pulmões. Por isso, ao usar o pirulito na máscara, o que acaba acontecendo é que menos névoa chegue ao órgão”, explica a médica.

A seguir, Julia e o pediatra Nelson Douglas Ejzenbaum, membro da SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria), listam ideias para ajudar os pais a fazer inalação em crianças.

  • Hora do sono

    A primeira estratégia é fazer quando a criança estiver dormindo. Se o sono dela for leve, você pode deixar a máscara perto do rosto, mas sem tocar nele. ?Perde-se um pouco da efetividade, mas é melhor do que não fazer a inalação?, afirma Julia. Além do sono da noite, aproveite toda e qualquer soneca para realizar o procedimento.

  • Toque relaxante

    É normal que a criança ?que já está doente? assuste-se com o aparelho de inalação, por isso, com os bem pequenos, uma ideia pode ser, antes de ligar o aparelho, fazer uma massagem relaxante, como shantala. Leia mais

  • Desenho favorito

    Se o seu filho for fã de algum desenho animado, monte o inalador na frente da TV, do tablet ou do DVD portátil.

  • Balanço bom

    Um dos pais pode ficar em pé com a criança no colo, fazendo um movimento suave de ninar, enquanto o outro segura o inalador. Requer preparo físico, mas funciona bem para algumas crianças.

  • Inalador divertido

    Uma forma de tornar o aparelho de inalação menos assustador é comprar modelos que tenham bichinhos acoplados ou mesmo colocar adesivos coloridos. Os equipamentos do tipo ultrassônico são menos barulhentos, o que também pode ajudar.

  • Demonstre como funciona

    Outra estratégia que pode funcionar é fazer a inalação em si mesmo ou em um boneco, para que o filho entenda o que vai acontecer e que não será machucado.

  • Sem máscara

    Algumas vezes o que pode incomodar a criança é a máscara do inalador. Nessa situação, uma dica é tirá-la e aproximar o cano do inalador do rosto do filho. A inalação não será tão intensa quanto com o acessório, mas, mais uma vez, é melhor do que não fazer.

  • Joguinhos

    Com as crianças maiores, uma solução pode ser propor um jogo na hora da inalação. ?Diga para a criança que vocês vão brincar de engole nuvem, estimulando-a a contar quantas nuvens está engolindo. Vale inventar qualquer brincadeira do gênero?, diz Julia Borten.

Universa