Topo

Universa


Universa

Pênis pequeno: as melhores posições para ter o máximo de prazer

Claudia Dias

Colaboração para Universa

25/08/2019 04h00

Quem pensa que não existe prazer no sexo com um homem de pênis pequeno está muito (muito mesmo!) enganado. O tamanho do órgão masculino, mesmo quando menor que a média, pode oferecer orgasmos inesquecíveis. É tudo uma questão de ajuste - literalmente.

Um pênis normal costuma variar de 8 a mais de 20 centímetros, em ereção. Abaixo disso, é considerado um pênis pequeno - e menores que 7 centímetros, micropênis. "A média entre os homens brasileiros é de 15 a 17 centímetros", comenta Vanessa de Oliveira, sexóloga, especialista em conquista e sedução.

Apesar das muitas variações de tamanhos, formatos e até coloração, o que interessa mesmo é saber tirar o máximo proveito do membro, mesmo sendo menor que o da maioria. "Não importa o tamanho do pênis. Quando você sabe usá-lo bem, o prazer está garantido", defende a sexóloga Gislene Teixeira, especialista em relacionamento e sexualidade, mediadora de conflitos.

Difícil? É claro que não! Basta descobrir a posição, a pressão, a velocidade e o movimento que melhor levem ao orgasmo. Para começar, as preliminares são muito bem-vindas: sexo oral, carícias, beijos, abraços, lambidas, toques e estímulos que podem ser suaves no início e intensos conforme o clima for esquentando.

Depois, é só apostar nas melhores posições. A seguir, as sexólogas Gislene Teixeira e Vanessa de Oliveira dão dicas dos movimentos mais apropriados para pênis pequenos.

  • iStock

    Homem em pé

    Para a gravidade trabalhar a favor dos dois, o homem deve ficar em pé. Enquanto isso, a mulher entrelaça a cintura dele com as pernas.Ele pode segurá-la com as mãos apoiadas no glúteo ou encostar o par numa parede. O peso do corpo feminino vai fazer o pênis entrar mais e mais.

  • iStock

    Papai-mamãe invertido

    Sabe o papai-mamãe? É mais ou menos a mesma posição, só que o cara fica embaixo, de barriga para cima, e a mulher, por cima, de barriga para baixo. A posição permite uma boa penetração, porque quem está na posição mais alta controla quanto o pênis entra. De quebra, o contato estimula bastante o clitóris.

  • iStock

    Homem deitado, mulher agachada

    O homem deve se deitar sobre superfície plana, enquanto a mulher precisa se agachar e sentar sobre as pernas dobradas, equilibrando-se nas pontas dos pés e se encaixando no pênis. O movimento de sobe-e-desce deve ser alavancado pela força nas coxas, ou seja, é bom ter um certo condicionamento físico. Mas quando cansar, é só segurar o calcanhar com as mãos e usar os braços para apoiar o movimento. A posição pode ser feita de frente ou de costas para quem está deitado e, também, adaptada para o sexo gay.

  • iStock

    Ajoelhado

    Outra posição que pede um certo malabarismo: o homem fica de joelhos sobre a cama ou outra superfície e a mulher, deitada, de barriga para cima. Ele deve elevar os quadris dela e, puxando-a para perto, levantar as duas pernas da parceira, que ficarão apoiadas nos ombros dele, durante todo o ato sexual.

  • iStock

    De quatro

    Tanto para casais héteros como gays, essa posição não tem erro: enquanto o homem se mantém em pé, o par fica na posição de quatro em cima da cama ou apoiado em alguma estrutura mais alta. Prefira o vaivém ao invés do tira-e-põe - a intensidade do movimento vai ditar o prazer. Fica melhor ainda se usar as mãos livres para estimular outros pontos do corpo.

  • iStock

    Na cadeira ou sentado na cama

    Na cadeira ou beirada de uma cama, o homem deve se sentar e apoiar os pés no chão. De frente para ele, a mulher também fica sentada, encaixando-se e permitindo a penetração. É ela quem comanda todos os movimentos, sejam de vaivém ou circulares. Dica: é bom evitar subir e descer para o pênis não sair do lugar.

Mais Universa