PUBLICIDADE

Topo

Casa e decoração

Evite patas queimadas e outros perrengues com seus bichos no verão

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL

05/01/2017 18h22

O verão chegou com tudo. Se não está fácil para os humanos, imagine para os animais de estimação... Cães e gatos sofrem tanto quanto seus donos com o calor, e precisam de uma série de cuidados extras durante os dias mais abafados. Confira a seguir como ajudar a refrescar os bichinhos e mantê-los saudáveis e felizes mesmo com o Sol a pino. 

  • Cuidado ao sair na rua

    Evite sair para passear com seu pet sob o sol forte. A temperatura do asfalto ou da calçada é bem maior do que a temperatura do ambiente, o que pode acabar causando queimaduras nos coxins (as "almofadinhas" que os cães têm nas patas). Na dúvida, ponha a mão no chão antes de sair --se está muito quente para você, vai estar pior para seu bichinho.

    Na hora do passeio, preste atenção na respiração do animal. Para baixar a temperatura do corpo, o bichinho aumenta sua frequência respiratória. Se ele ficar ofegante demais, interrompa a caminhada e ofereça água.

  • Para refrescar

    Além de trocar a água dos animais com mais frequência, você pode ajudar seu bichinho a se refrescar colocando cubos de gelo na tigela. Outra ideia é oferecer água da torneira ou mangueira (mas cuidado com o desperdício!). Para quem quer ir além, existem marcas específicas de sorvete para cães e gatos, à venda em pet shops e lojas especializadas.

    Se sua casa tem piscina, não deixe que o animal beba dali: as substâncias químicas utilizadas para tratar a água podem causar problemas gastrointestinais.

  • Na hora de comer

    Assim como acontece conosco, é normal o bichinho não ter tanto apetite nos dias mais quentes. É sempre bom checar se isso acontece só por causa da temperatura. Se ele aparenta ter fome, mas rejeita a ração, olhe a tigela. Por causa do clima, às vezes, a comida pode acabar estragando, se ficar muito tempo exposta. Se for o caso, mude o horário da alimentação para coincidir com um momento mais fresco do dia.

  • Patas na estrada

    Vai viajar com o seu cão ou gato? Além das dicas de segurança de praxe (como acomodá-lo bem na caixa de transporte ou com cinto de segurança específico), considere a ideia de fazer paradas periódicas para o animal se movimentar um pouco e beber água. E nunca deixe-o trancado dentro do carro, pois há risco de hipertermia (ou o aumento da temperatura do corpo do animal), que pode causar desmaios e até mortes.

Casa e decoração