PUBLICIDADE

Topo

Horóscopo

Setembro de 2020: Sol e Urano prometem avanços no campo da ciência

Céu de agosto - Nathan Anderson/Unsplash
Céu de agosto Imagem: Nathan Anderson/Unsplash

Barbara Abramo

De Universa

01/09/2020 00h00

Setembro começa com Lua cheia em Peixes, no dia 2, revelando o valor da empatia e da solidariedade. Signo de cura e de ajuda aos necessitados, sensibiliza a todos. Também na primeira semana, Sol e Urano prometem novidades e avanços no campo da ciência, tecnologia e comunicações, ativando soluções para os atuais problemas de ensino a distância. Mercúrio e Vênus favorecem negociações e acordos internacionais e, juntamente com Plutão, anunciam acertos de impacto na economia nacional, envolvendo grandes empresas e as indústrias de energia e petróleo.

O Brasil faz aniversário no dia 7, data que marca a proclamação da independência. O mapa do céu apresenta um ciclo de restrições, perdas e necessidade de ajustes à realidade. Os setores de oposição não darão trégua ao Governo, mas, se tudo for feito dentro da lei e respeitando regras de convivência, os entraves serão contornados. Dezembro deste ano e março de 2021 prometem momentos de sérios conflitos com as oposições, sendo possível a tomada de ações contra alguém do atual governo no fim do ano.

Por todo o mês, contudo, Marte tensiona Saturno. Este é o astro que delimita, dá contornos, estabelece diretrizes rígidas e convencionais. Por ser um aspecto que envolve poder e controle, podemos ver momentos delicados entre os poderes. No Brasil, este aspecto tenso sinaliza relações ainda mais tensas entre Congresso, Executivo e Legislativo. Essa dinâmica dará o tom de todo o mês.

Mercúrio em Libra e Vênus em Leão prometem novidades nos campos das artes, moda, cinema e cultura em geral. A partir da segunda semana do mês, ambos formarão diversos aspectos astrológicos indicativos de mudanças, novidades, soluções inesperadas e também de alguns problemas de adequação a novas formas de comunicação. Porém, as soluções devem chegar a partir de outubro. Seja como for, os astros indicam movimento, busca de saídas e soluções para os entraves atuais — de modo que todos os envolvidos na indústria cultural no Brasil podem contar com terreno fértil para imaginar novas saídas e soluções.

O Sol em Virgem forma dois aspectos fortes e importantes em setembro. O primeiro deles é com Júpiter, entre os dias 6 e 11, que promete expansão e acalento em relação ao setor agropecuário, com boas notícias no campo judicial. É um aspecto promissor para a promoção de mais justiça social. O segundo aspecto importante que o Sol forma se dará com Saturno, entre 14 e 19, representando realismo, prudência e consciência de que é preciso planejar para minorar os danos da crise econômica, agravados pela pandemia.

Por falar em pandemia, devido ao aspecto tenso entre Marte, Júpiter, Plutão e Saturno, não há como vislumbrar grandes mudanças, ainda que no comecinho de setembro Mercúrio possa trazer revelações boas com o objetivo de cura.

Setembro reserva, também, algumas novidades astrológicas importantes que revelam impactos de médio e longo prazo até o final do ano. A primeira delas fica por conta de Marte, que retrograda em Áries a partir do dia 9, retomando movimento direto em outubro e deixando o signo a partir da segunda semana de janeiro de 2021. Representando as Forças Armadas por um lado e, por outro, o ímpeto de grupos sociais, o planeta sinaliza momentos tensos com as leis (Júpiter) e com as estruturas (Saturno), bem como com as famosas forças ocultas (Plutão), por todo o final do segundo semestre de 2020.

O segundo fator de mudança tem a ver com Júpiter e com Saturno, já que ambos retomam movimento direto neste mês. Com Júpiter direto, a partir do dia 12, voltam as esperanças, a expansão, as decisões seguras da lei e alguns campos econômicos se expandem. No dia 19, com Saturno, o planejamento de longo prazo toma impulso, afetando positivamente os planos de sobrevivência econômica.

A Lua nova em Virgem, no dia 17, ocorre em clima de sonhos e esperanças, algumas delas um tanto distorcidas. Pode ser um alívio receber boas notícias, mas os problemas não terminarão neste mês. A partir do dia 27, Marte e Plutão em tensão apontam brigas de poder. Vênus e Marte em sintonia aceleram a criação artística e Mercúrio, em Escorpião, promete novos avanços na área da medicina e da pesquisa.

Os últimos dias de setembro podem reservar surpresas na postura do Governo Federal, com oscilações e desafios inesperados. Declarações prometem gerar desconforto e gritaria, além de afetar setores de educação e mídia. Seja como for, o mês termina em um momento delicado para o país.

Horóscopo