Topo

Conteúdo de Marca


Conteúdo de Marca

Tudo que você precisa saber sobre cuidados com o cabelo infantil

Por Salon Line

02/10/2019 18h49

Quem tem filhos pequenos convive com inúmeras dúvidas que vão desde questões que envolvem a educação e a saúde dos filhos até curiosidades do tipo "bebês têm pesadelos? ". Sim, é claro que os pais estão constantemente preocupados com diversos fatores, mas quando o assunto é cuidado com o cabelo infantil, ainda há pouca informação.

Falar sobre o assunto, no entanto, é muito importante, principalmente porque os cabelos das crianças são mais sensíveis e finos, exigindo cuidados bem mais delicados do que o dos adultos.

De acordo com a dermatologista Dra. Joana Barbosa, até a puberdade a maior parte dos pelos finos do couro cabeludo de meninos e meninas será substituída por fios mais longos, grossos e pigmentados. Sendo assim, apenas com o passar do tempo é que os folículos pilosos das crianças vão se transformar e começar a produzir a fibra capilar terminal.

Além da idade, é claro, também é preciso levar em consideração outros fatores na hora de cuidar do cabelo dos pequenos. Entre eles estão o tipo de fio - se é liso, ondulado, cacheado ou crespo -, clima, ou seja, se está frio ou calor, e os produtos utilizados.

Existe idade certa para começar a lavar o cabelo dos bebês?

O primeiro banho do bebê é um momento marcante - com direito a foto para colocar no álbum -, mas será que o cabelinho precisa ser lavado?

Segundo Joana Barbosa, higienizar o cabelo dos recém-nascidos e das crianças é permitido, dependendo apenas da vontade dos pais e do clima. Isso porque as glândulas sebáceas do couro cabeludo só começam a funcionar na puberdade, o que significa que os bebês suam bem pouco e que o uso de shampoo é desnecessário.

"Nos dias mais quentes, ou quando a criança realiza atividades que a fazem transpirar bastante, a lavagem é indicada. Já nos dias mais frios, é melhor evitá-la. O importante é nunca dormir e nem prender o cabelo molhado, pois isso pode traumatizar a fibra" ressalta.

Outro ponto de atenção na hora do banho é a temperatura da água, que deve estar entre 36 e 37 graus. Para verificar se está correta, use um termômetro específico para banheiras ou então coloque o antebraço na água e veja se ela está agradável.

salon-infantil-laura - Instagram: @laura - Instagram: @laura
Imagem: Instagram: @laura

A dermatologista também alerta que até os 3 primeiros anos de idade, o ideal é optar por produtos higienizantes que tenham pH lacrimal, pois eles evitam reações alérgicas, já que são neutros e nem ardem os olhos.

A modelo Laura Fernandez, mãe de Sol de Maria, que tem 3 anos e 10 meses, conta que lava o cabelo da filha a cada dois dias, mesmo ritual que seus pais faziam quando era pequena. "É engraçado porque nós usamos sempre a linha #todecacho Mãe e Filha, da Salon Line ou a linha Maria Natureza, já que ela gosta de passar o mesmo shampoo que o meu no cabelo dela", conta a modelo.

Como é feito o cuidado de acordo com o tipo de fio?

Da mesma forma que os cuidados com os cabelos adultos se diferenciam de acordo com o tipo de fio, o mesmo deve acontecer com os pequenos. Dra. Joana Barbosa indica que, por volta dos 4 anos de idade, os pais podem direcionar os cuidados capilares para uma linha de produtos adequada para o tipo de cabelo da criança.

"Crianças com cabelos crespos e cacheados precisam de maior frequência de hidratação, por exemplo, já que fios com curvatura tendem a ser mais ressecados. O uso de creme para pentear também é indispensável, pois o produto auxilia no desembaraço dos fios" explica a dermatologista.

Mãe de Eloah, uma menina de 5 anos com cabelo crespíssimo, a empresária Ana Paula Xongani tem o hábito de hidratar e nutrir os fios da filha, optando sempre por cremes densos que estimulam a definição dos cachos.

"Eu faço umectação noturna com óleo de coco uma vez por semana. No dia seguinte, faço a lavagem, condiciono e, depois, aplico uma máscara de hidratação. Feito tudo isso, enxáguo de novo. Na finalização, uso um creme para pentear e faço fitagem. Tem dias que só faço um penteado usando gelatina" conta ela, que garante uma rotina de cuidados com os fios da Eloah.

salon-infantil-ana - Instagram: @anapaulaxongani - Instagram: @anapaulaxongani
Imagem: Instagram: @anapaulaxongani

Enquanto cabelos do tipo 3abc e 4abc precisam de mais hidratação e nutrição, os lisinhos são menos ressecados e, por isso, os pais precisam focar em uma limpeza hidratante. O ideal é optar por produtos - shampoo e condicionador - com fórmulas leves e realizar a lavagem dia sim, dia não.

Apesar de ser um tipo de fio mais oleoso, o uso do creme de pentear nos cabelinhos lisos é também importante, pois ajuda igualmente no desembaraço, além de proporcionar mais brilho e evitar o aparecimento de frizz. No entanto, é preciso dosar na quantidade para evitar que os fios fiquem pesados e oleosos.

Posso usar secador de cabelo ou prancha alisadora nos fios das crianças?

Seja para acelerar o processo de secagem ou por desejo das crianças, muitos pais recorrem ao uso de ferramentas de calor como o secador de cabelo, prancha alisadora ou até modelador de cachos.

No entanto, Dra. Joana Barbosa explica que, geralmente, até os três anos os pequenos não têm tolerância para utilizar secador e muito menos chapinha e, por isso, é preciso respeitar a sensibilidade da criança.

"A partir dos quatro anos, esses procedimentos podem ser utilizados, mas apenas em ocasiões especiais, até porque o uso constante desses equipamentos deixa os fios fracos e ressecados, prejudicando o desenvolvimento saudável da fibra capilar que passa por várias fases de transições".

A dermatologista também ressalta para o uso da progressiva infantil, que é totalmente contraindicada até os 11 anos de idade - antes da puberdade -, já que a aplicação prévia ou precoce pode afetar o crescimento dos fios e sua forma natural, além de acarretar em uma série de problemas mais sérios, como alergias ou inflamações.

No que eu preciso ficar de olho na hora de escolher os produtos de cabelo infantil?

Antes de mais nada, é importante reforçar a necessidade de optar por produtos desenvolvidos especificamente para crianças e bebês, afinal, os destinados a adultos podem conter substâncias agressivas para a pele e para o cabelo delicado das crianças.

Além disso, shampoos, condicionadores, máscaras e cremes de cabelo infantil passam por testes muito mais rigorosos para que haja a comprovação de que não vão causar nenhum dano à criança, o que traz mais segurança para os pais.

Sabendo disso tudo, você precisa ficar de olho se o produto é: desenvolvido para crianças, dermatologicamente testado, hipoalergênico e destinado para o tipo de cabelo do seu/sua filho(a).

Para as mamães Laura e Ana Paula, outros fatores também são importantes, como o fato de os produtos serem veganos e liberados - que não contêm sulfato, petrolato, parafina e óleo mineral na fórmula.

"Eu sempre busco por elementos naturais. O cabelo da minha filha, assim como o de qualquer outra criança, é muito frágil e, por isso, quanto mais ingredientes naturais, melhor", ressalta Laura, mãe de Sol de Maria.

Ana Paula Xongani também pensa na questão da representatividade, fundamental para pessoas com o cabelo crespo desde a infância. Por este motivo, ela costuma avaliar o design do produto.

"Lavar e condicionar o cabelo da minha filha não faz parte só de um cuidado estético, mas também de um cuidado emocional e psicológico. Então, ter uma embalagem que tenha representatividade - que diga que é feita para cabelos crespos - é importante. Hoje ela tem o banheiro dela, então todos os produtos ali precisam fazer sentido", finaliza a mãe de Eloah.

Este é um conteúdo produzido por Salon Line e não faz parte do conteúdo jornalístico do UOL.