PUBLICIDADE

Topo

Se Conselho Fosse Bom

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

'Estou a fim de uma garota, mas não sei se tenho chances. E agora?'

Pexels
Imagem: Pexels
Conteúdo exclusivo para assinantes
Karin Hueck

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados. "Se conselho fosse bom" é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas

Colunista de Universa

20/11/2021 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Conheci uma moça através de uma prima. Nos demos super bem logo de cara, só que na época ela namorava e mantivemos somente a amizade. O namoro dela era muito conturbado e agora terminou. Eu sempre tive uma queda por ela. Agora já se passaram vários meses e eu queria falar que estou a fim dela e tentar alguma coisa, só que eu tenho medo de ela não estar na mesma vibe que eu, e aí desandar tudo de vez. Meu dilema: aproveitar uma oportunidade em que nos encontramos e dizer o que sinto ou continuar na minha? Lembrando que eu não aguento mais guardar isso só pra mim. - Esperançosa e medrosa

- Cara esperançosa e medrosa
Só existe um jeito de resolver essa sua situação, não é mesmo? Para mim, está claro que você deveria testar a sua sorte com essa menina. Mas tente não complicar as coisas. Chame-a para conversar por mensagem mesmo e convide-a para sair: um café, uma cerveja, uma volta no parque, qualquer coisa que vocês tenham em comum. Se ela estranhar, aí sim seja mais clara. Diga algo como: "Pois é, sempre te achei interessante, mas sabia que você namorava. Agora que você está solteira, pensei: por que não, né? rsrssrs". Aí veja o que ela diz. O pior que pode acontecer é ela não topar -- e, mesmo que essa opção seja ruim, você não vai mais precisar ficar se remoendo pensando se teria chances com ela ou não. (Mas eu apostaria que ela vai dizer sim. Me conte depois o que aconteceu!)

Namoro há quatro anos e há uns meses resolvi dar uma olhada no celular dele. Vi que ele conversa com muitas meninas, faz muitos elogios, uma até enviou foto de biquíni e ele comentando. Isso desde 2018, praticamente o tempo todo do nosso namoro. Agora minha confiança está muito baixa. Nesses quatro anos, eu já havia percebido que quando ia na academia, ele ficava dando apelido pras meninas, segurava na nuca delas para cumprimentar com beijo, essas coisas. Agora ele se diz arrependido, disse que sabe que errou e que vai tentar melhorar. Mas, depois desse tempo todo, ele quer melhorar agora? Eu não sei o que fazer. - Descobertas tardias

- Cara descobertas tardias
É. Eu acho difícil acreditar que ele vá mudar de fato. Acho possível que ele fique um tempo mais quieto, mas que acabe voltando aos velhos hábitos. Se ele mantém conversas paralelas desde o começo do relacionamento de vocês, é possível que ele nem saiba se relacionar de outra forma. Mas, claro, você pode dar uma segunda chance pra ele. A questão principal é você entender o que topa dentro desse namoro. Primeiro, é bom descobrir se ele tem casos com essas mulheres ou se apenas vive no mundo das paqueras platônicas (meu palpite vai na primeira opção). Aí, com todas essas informações em mãos, você será capaz de ponderar se é isso que você quer pra vida. Na verdade, me parece que não.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL