PUBLICIDADE

Topo

Se Conselho Fosse Bom

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

'Pai de meu namorado me xingou. Devo contar para ele?'

Getty Images
Imagem: Getty Images
Conteúdo exclusivo para assinantes
Karin Hueck

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados. "Se conselho fosse bom" é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas

Colunista do Universa

03/10/2021 04h00

Namoro há um ano e sempre tive uma relação incrível com os meus sogros. No final do ano, eles e meu namorado farão uma longa viagem para outro estado e me chamaram para ir junto, eu topei! Eles vão de carro (o que leva 5 dias), mas como terei poucos dias de férias, disse que só iria se fosse de avião, para poder ficar um pouco com a minha família também. Meu namorado concordou e acertamos que iríamos nós dois de avião e os demais, de carro. Fato é que, depois de acertado, me encaminharam um áudio do meu sogro dizendo que, por minha culpa, meu namorado não ia cumprir o costume da família e que eu estraguei a tal viagem por um luxo meu. Fiquei extremamente chateada, mas não contei pra ninguém do áudio, nem mesmo pro meu namorado para evitar desconforto. Não fui mais na casa dele desde então e não vou mais viajar: menti dizendo que minha empresa não liberou as férias nessa data. Não sei o que fazer pois ele está chateado por eu não ir e eu, culpada por mentir. Será que tomei mesmo a melhor decisão em não contar?
- Voando baixo
- Cara Voando baixo,
Acho que você deveria ter contado para o seu namorado. E, como ainda tem um certo tempinho até o fim do ano, acho que você deveria explicar o que aconteceu o quanto antes. Carregar essa mentira - ainda mais por uma intriga que não foi você que causou - é o tipo de coisa que pode atrapalhar o relacionamento lá na frente. Nesse caso, é importante, por exemplo, que o seu namorado fique do seu lado e confronte o pai para que fique claro que você não está atrapalhando viagem nenhuma. Vocês são adultos e não tem problema nenhum você querer chegar mais rapidamente ao destino e o seu namorado querer estar com você.
Mas acho que tem coisas mais importantes para ficar atenta nessa história. Você diz que o áudio do seu sogro foi encaminhado, mas não diz quem o fez. Fique alerta com essa pessoa intriguenta que repassou a fofoca - ela certamente não está interessada no seu bem. O fato de o áudio ter sido encaminhado também quer dizer que ele não foi dito com o intuito de chegar aos seus ouvidos. Esse comentário do seu sogro pode até ser algo que ele de fato esteja sentindo e que ele possa ter compartilhado com alguém muito próximo - mas que talvez não tivesse influência nenhuma sobre a maneira que ele vai te tratar no futuro. Talvez ele saiba separar a frustração de não poder viajar com o filhinho querido por 5 dias, da relação amigável que tem com você. É perfeitamente possível se irritar com algo que alguém fez, mas entender que não por mal. Vai saber. O lado bom desse rolo todo é que essa história vai te deixar com alguns aprendizados para o futuro.

Há 28 anos me relacionei com meu primo, e tenho filhos com ele. Meu amor acabou e não estamos mais juntos. Em 2017, fiquei com um outro primo meu uma vez e agora em 2021 rolou de novo. Toda vez que nos encontramos desde então, rola a química e transamos. E agora não paro de pensar nesse meu primo. Será que estou apaixonada?
- Terror da família

- Cara Terror da família,
A sua carta tem uma resposta fácil, mas resolvi publicá-la pela particularidade dos seus alvos amorosos. Fico imaginando como deve ser animada a festa de Natal da sua família. Deixando de lado o fato de que vocês são todos parentes, posso intuir pela sua experiência de vida (filhos crescidos etc) que vocês são todos adultos e sabem o que estão fazendo. Nesse contexto, quem sou eu para palpitar se você está apaixonada ou não? Esse é o tipo de coisa que só você vai poder descobrir sozinha - e, algo me diz, que logo. Se você realmente tiver sentimentos pelo seu outro primo, logo vai querer que esses encontros deixem de ser casuais e se tornem mais frequentes. Aí basta ver se o amor vai ser correspondido.


** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL