PUBLICIDADE

Topo

Se Conselho Fosse Bom

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

'Socorro, estou casada com um homem que tem uma vida de solteiro'

Pexels
Imagem: Pexels
Conteúdo exclusivo para assinantes
Karin Hueck

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados. "Se conselho fosse bom" é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas

Colunista de Universa

31/07/2021 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Queria te contar a minha história, de quase 20 anos de casamento. Conheci meu marido na internet. Saía de um relacionamento onde não era amada, e quando o encontrei foi como uma tábua de salvação. Nos casamos, deixei tudo por ele. Ao chegar na casa dele, comecei a ver que ele não desgrudava da mãe e da família. Veio a nossa filha e piorou de vez, até a minha filha (de 16 anos) fala que na verdade eu criei ele e ela. Imaturo, infantil, nunca assumiu nenhuma responsabilidade familiar. Já que sempre gasta mais do que ganha, ele foi trabalhar em outro país, me deixando aqui com as dividas, casa, tudo. Aguentei tudo, paguei as dívidas. Ele sempre mandou o dinheiro, mas cada vez mais foi dizendo que o dinheiro que ele ganha é dele e que ele manda para a casa o que ele quiser. De fato, é o que faz. Gasta o dinheiro onde ele quer, compra carro, casa, vende e faz dívida atrás de dívida, nunca respeita o que eu penso. Ele basicamente vive uma vida de adolescente solteiro. Todo mundo vê eu também que este casamento não existe, mas eu tenho duas questões: não quero ser uma divorciada. Não quero morrer sozinha. Triste demais eu sei, mas é assim que me sinto.
- Casada com um solteiro

- Cara casada com um solteiro
Deixa eu te contar uma coisa: você já está sozinha. Será que é tão ruim assim mesmo? Muitas pessoas relutam em se separar porque não querem perder a rotina, o convívio, a vida familiar. A partir do momento em que seu marido foi morar em outro país, ele abriu mão disso. Não quero dizer que se separar dele não é nada - só que a sua vida prática não vai mudar tanto. Olhe ao seu redor. Quem são as pessoas com quem você convive? Sua filha? Seus parentes? Amigas? Por que esses seus laços são inferiores àquele que você tem com um homem que mora a milhares de quilômetros de você e que não se importa com as suas necessidades? Que não se importa nem com o bem-estar da própria filha? Você não precisa fazer nada agora, mas tente passar os próximos dias fingindo que você já está separada. Será que vai ser tão diferente assim?

Estou junto com um menino há 3 meses. É meu primeiro namorado. Sempre tive muito problema com a minha autoestima, principalmente por conta do bullying que sofri quando tinha 15 anos. Achei que eu já tivesse superado isso, pois estava tudo certo, no trabalho sempre fui a melhor funcionária (elogio da minha chefe) e minha autoestima estava de boa. Mas depois que passou um tempo na nossa relação (apesar de recente) comecei a me comparar com os casos antigos dele e achar que não sou o bastante pra ele. Isso já está me torturando. Ele é uma das melhores pessoas que já conheci. Eu o amo muito, ele diz me amar muito também já disse e fez coisas que me fizeram sentir muito especial. Nunca fui especial pra ninguém fora da minha família, mas acho que tenho que deixá-lo partir.
- As vozes da minha cabeça

- Cara as vozes da minha cabeça
Por favor, assim que você terminar de ler essa resposta, assim que desligar o computador, procure imediatamente uma terapeuta. Nenhuma das inseguranças que você está sentindo parecem vir do seu namorado ou do jeito que ele te trata - o que quer dizer que essas são questões suas, que você terá que resolver sozinha. Você vai se arrepender se terminar um namoro porque acha que é menos bonita/interessante/legal que as ex do seu atual. Pior do que isso: você vai alimentar um ciclo se inseguranças e frustrações, e reafirmar para si mesma que você não merece ser feliz. É muito importante quebrar essa dinâmica agora mesmo. Enquanto você está em terapia, respire fundo. Repita para si mesma: se o seu namorado está com você, é porque você deve ser a pessoa mais especial do mundo para ele. E isso é mérito todo seu.

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL