PUBLICIDADE

Topo

Se Conselho Fosse Bom

"Meu namorado não me assume há 10 anos e agora não sai do Tinder"

Pexels
Imagem: Pexels
Karin Hueck

Karin Hueck é jornalista e escritora. Foi editora da revista "Superinteressante", colaborou para alguns dos maiores veículos do Brasil e tem 5 livros publicados. "Se conselho fosse bom" é uma coluna de conselhos sentimentais, existenciais e práticos. Está com problemas no trabalho? Sua família te enlouquece? Não sabe se casa ou compra uma bicicleta? Mande as suas dúvidas para o se.conselho.fosse.bom@bol.com.br As respostas são 100% anônimas

Colunista do UOL

08/01/2021 04h00

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br

Namoro a mesma pessoa há 10 anos e até hoje ele não me assume. Recentemente, descobri que ele fez um perfil no Tinder e que se encontrou com muitas mulheres (segundo ele, só queria conversar). Sinto-me uma trouxa! Ele diz que me ama e que nossos planos de ficar junto e ter filhos não mudaram em nada e que eu preciso confiar nele. No entanto, ele continua saindo com essas mulheres e passando o final de semana fora com elas (acredito que com uma mulher por vez). Não gosto desta situação, já reclamei, óbvio, mas dependo financeiramente dele. Não tenho família para me ajudar e ao longos dos anos fui me afastando dos meus amigos. O que fazer?
- Uma mão na frente e outra atrás

- Cara "Uma mão na frente e outra atrás"
Olha, a partir do momento em que a pessoa já não se dá mais ao trabalho de disfarçar que está com (muitas) outra(s) por aí, cabe a você decidir se aceita viver assim. Me parece que você não quer essa vida, então o caminho é partir. Sabemos que você é uma pessoa paciente, porque está há uma década namorando alguém que não te namora. Sugiro que você use essa paciência para ir lentamente construindo uma forma de fugir dessa encrenca, tornando-se financeiramente independente. Aproveite que ele te sustenta e comece a fazer bicos, serviços, qualquer tipo de trabalho que aparecer para guardar todo o dinheiro que entrar. Vá fazendo uma poupança, e não o avise. Ligue para os seus antigos amigos, peça desculpas, explique o estado do seu relacionamento, e veja se alguém pode te abrigar por um tempo, ou te ajudar de alguma forma. E o principal: esqueça as promessas que esse homem te faz, ele já está em muitas outras faz tempo.

Bom dia! Depois de 24 anos, reencontrei meu ex-namorado. Conversamos bastante e ele se lembra de muitas coisas boas que nos aconteceram no passado. Principalmente, ele se lembra do que eu gosto, da minha maneira de ser. Mas eu tenho medo, pois ele me traiu naquela época - embora fôssemos os dois muito jovens, ambos com 18 anos. Sei que ele reacendeu uma coisa boa em mim. Acabamos nos reencontramos e nos beijamos e foi muito bom. Ele olhava fixo nos olhos, o tempo todo. O que eu faço? Tenho muito medo.
- Fantasma?

- Caro "Fantasma"
A parte boa da passagem do tempo é que ela realmente muda a gente. Vocês não são as mesmas pessoas de quando tinham dezoito anos - aos dezoito, quase todo mundo faz besteira. Felizmente, a maior parte das pessoas para de fazer besteira nas décadas seguintes. Você sentiu algo especial quando se encontraram. Chame-o para sair, reconheçam-se. Não dá para saber o que vai acontecer, mas não acho que você deveria se privar de reviver essa história por causa de algo que aconteceu num tempo tão pré-histórico - antes do surgimento do Google, da banda larga ou do bug do milênio.

Está precisando de um conselho? Mande a sua pergunta para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br