PUBLICIDADE

Topo

Nina Lemos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Shawn Mendes e Camila Cabello: é ok odiar um pouco o ex após o término, tá?

Reprodução / Internet
Imagem: Reprodução / Internet
Conteúdo exclusivo para assinantes
Nina Lemos

Nina Lemos é jornalista e escritora e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance "A Ditadura da Moda".

Colunista do Universa

18/11/2021 17h14

De ontem para hoje, os fãs dos cantores Shawn Mendes e Camila Cabello ficaram de coração partido. A dupla que namorava há dois anos anunciou, via redes sociais, que o relacionamento terminou. Os dois, porém, já avisaram que ninguém precisa ficar triste. Junto com o aviso da separação, afirmaram que "continuavam melhores amigos".

Bonitinho. Mas, queridos jovens, estou aqui para acabar com essa ilusão e e avisar: ficar amigo logo depois de terminar é praticamente impossível. O fim de namoro em geral traz dor, ressentimento e tristeza (só para citar alguns dos sentimentos). A gente sofre, fica no chão, se descabela e manda áudios pelo qual se arrepende depois. E, sim, existe raiva envolvida, na maioria das vezes.

Afinal, a gente acreditou que o relacionamento iria durar para sempre. Então, sentimos uma mega frustração quando isso não acontece. E a raiva tem que ir para algum lugar. Então, ela vem para a gente mesmo (e nos sentimos um lixo) e também para o outro.

Existe também todo um ritual de separação, que consiste, entre outras coisas, em falar mal do ex para os amigos. E não, não vale falar mal do seu ex para ele mesmo, seu suposto melhor amigo. E também não precisa ficar culpada por falar mal do ex. Ele também fala mal de você. Aceite.

Esse mundo perfeito onde não existem sentimentos ruins pode ser bonito nas redes sociais. Mas na vida prática não é assim, não.

Ah, mas então é impossível ficar amigo de um ex? Claro que não! Inclusive é ótimo quando isso acontece. Mas essas coisas levam tempo. A gente precisa esperar a raiva passar e também o sentimento de posse.

Sim, vamos ser honestos. Ninguém gosta de ver um ex com outra ou outro. Pelo menos no início, isso é algo que machuca mesmo quando a gente não quer mais namorar a pessoa. Sentimentos não são racionais. E sentir algum ciúme é normal. Atenção, estou falando de um ciuminho básico, stalkeamento e agressões, mesmo as verbais, são inaceitáveis. Mas se sentir estranho e ir embora da balada porque o ex veio com "outra" (sendo que a gente nem é mais a atual) é algo que pode acontecer com qualquer um.

Por isso, tudo bem deixar de seguir o ex no Instagram, mesmo que isso viva sendo tratado como escândalo por sites de fofocas: "casal famoso termina e deixa de se seguir no Instagram".

Para mim, deixar de seguir é o usual. O estranho é quando eles não deixam de se seguir. Existe a opção de "ocultar", essa maravilha. Pois, quando terminamos, é bom ficar sem saber os passos do ex, dar uma "ocultada" dele da sua vida. E ele também não vai querer nos ver. Saibam disso. E torçam para que isso aconteça. Isso é saudável e mil vezes melhor do que te stalkear.

Uma hora a raiva vai passar? Sim, e a tristeza também. E talvez vocês possam ser amigos. Mas pode ser também que isso não seja possível. E está tudo bem. Só falta a gente começar a ter obrigação de ter um fim fofinho e positivo...

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL