PUBLICIDADE

Topo

Nina Lemos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

José Loreto é criticado por pintar unha. Deixem homens terem estilo em paz

José Loreto compartilhou cliques nas redes sociais - Reprodução/Instagram
José Loreto compartilhou cliques nas redes sociais Imagem: Reprodução/Instagram
Conteúdo exclusivo para assinantes
Nina Lemos

Nina Lemos é jornalista e escritora e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance "A Ditadura da Moda".

Colunista de Universa

18/10/2021 14h30

Homem que é homem não gosta de moda. Não cuida da pele, não usa certas cores e claro, passa longe de manicures, maquiagens e outros produtos "femininos".Esses são um pensamento antigo, mas com o qual a maioria esmagadora dos homens com mais de 30 anos cresceu.

As coisas mudam. E muitas vezes, em detalhes significativos. Entre os meninos de menos de 20 anos mais descolados, é comum hoje pintar as unhas. Essa é uma moda decretada por artistas e influenciadores jovens como Harry Styles e o rapper Lil Yachty. E uma moda boa, já que libera os homens um pouquinho dos estereótipos de gênero. E, pelo amor, os caras também têm o direito de se divertir em paz.

Mais ou menos. Pelo jeito, até para pintar as unhas um homem ainda tem que "ser corajoso". Uma prova disso: o ator José Loreto, de 37 anos, está causando polêmica por ter postado uma foto exibindo as unhas pintadas de preto no Instagram. Juro.

Entre os comentários, muitos elogiam a sua "coragem". Outros demonstraram choque e revolta. "Já está tudo esculhambado mesmo. Nada mais me surpreende". "Só não entendo pintar a unha! É protesto? Gay você não é! Qual o motivo?", diziam alguns dos comentários.

O motivo para um homem pintar a unha é simples: ele quer! E não, não há relação entre passar um esmalte nas unhas e sentir atração por homens.

Que masculinidade frágil é essa que acha que se pintar uma unha, um sujeito vai deixar de "ser homem" (um termo bem vago, aliás)? Alguma mulher acha que vai "deixar de ser mulher" se parar de fazer a unha? Não, gente. Um homem que pinta a unha é apenas... um homem com a unha pintada. Simples assim.

No caso de Loreto, ele explicou porque pinta as unhas. "Minha filhota ama as princesas! Eu não pinto as unhas para entrar no mundo encantado das princesas que ela tanto admira. Eu pinto porque eu acredito que fico lindão e para mostrar para ela que os príncipes também pintam unhas, se enfeitam, usam saias, amam rosa, dançam ballet e o que quiserem. Semeando a igualdade, ela vai deixando de pensar que isso é coisa de menina e aquilo é coisa de menino. Construir desconstruindo, sempre no caminho do amor."

Sim, ele tem razão, claro que homens podem usar saias e vestidos se quiserem. Assim como uma mulher não é obrigada a usar salto se não gostar. Estamos em 2021, afinal de contas.

No mundo ideal, ele não precisaria se explicar por fazer algo tão simples. Mas, pelo jeito, ainda existe um longo caminho, pelo menos para homens da geração de Loreto para cima. Esses, coitados, se sentem menos homens até por usarem cachecol. Sim, já ouvi um homem de 40 anos falando que se recusa a usar tal peça de vestiário e por isso passa frio. Eu juro.

Para os jovens, já parece ser diferente. No TikTok, o aplicativo preferido da Geração Z as tags "Guys with nail polish" e "Boys with nail polish" (Caras com esmalte e Garotos com esmalte) são uma tendência, com milhares de vídeos onde rapazes exibem suas unhas, dão dicas de esmalte, mostram suas unhas artísticas. Muitos deles aproveitam as unhas feitas para falar sobre masculinidade tóxica.

Tomara que essa moda dure. E que os homens possam se divertir com os cosméticos e peças de vestuário que bem entenderem, sem se achar "menos homens" por causa disso.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL