PUBLICIDADE

Topo

Nina Lemos

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

"Rodrigo Hilbert é perfeito": você ainda acredita em príncipe encantado?

Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert: existe casal perfeito? - Reprodução/Instagram@fernandalimaoficial
Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert: existe casal perfeito? Imagem: Reprodução/Instagram@fernandalimaoficial
Nina Lemos

Nina Lemos é jornalista e escritora e mora em Berlim. É feminista das antigas e uma das criadoras do 02 Neurônio, que lançou cinco livros e teve um site no UOL no começo de 2000. Foi colunista da Folha de S. Paulo, repórter especial da revista Tpm e blogueira do Estadão e do Yahoo. Escreveu também o romance "A Ditadura da Moda".

Colunista de Universa

13/04/2021 04h00

De uns anos para cá, homem sem defeitos, aquele "homão da porra" passou a ter nome e sobrenome no Brasil: Rodrigo Hilbert. O ator e apresentador, marido da atriz e apresentadora Fernanda Lima, é um exemplo de homem ideal: lindo, pai de três filhos e gente que faz. Não basta saber cozinhar, ele vai lá e constrói a cozinha, e ela ainda fica linda. E ele faz tudo isso sorrindo.

Rodrigo é apresentador de um programa de culinária, o "Tempero de Família" e estreia essa semana um programa junto com a esposa, o "Bem Juntinhos".

Em entrevista ao "Fantástico" no último domingo (11), veio mais uma revelação que comprova o mito da perfeição: Fernanda Lima (que, atenção, também é uma mulher e tanto) contou que, antes de pedi-la em casamento, o apresentador construiu a capela onde eles se casaram, no sítio do casal.

Hilbert é tão, mas tão perfeito, que reconhece que o que ele faz não é lá essas coisas. Em entrevista ao jornal O Globo, ele falou sobre ser considerado um homão da porr@: "acho essa expressão super machista. Mulherões da porra são minha mulher, minha mãe, minha avó. Por que não é a Fernanda um mulherão da porra? Sou simplesmente um homem que divide algumas tarefas com ela. Ela simplesmente botou três filhos no mundo".

Sim. E um homem saber que vive em uma sociedade machista também não devia ser uma coisa que nos causaria espanto e olhares de admiração mas... uma obrigação. Pensem, Rodrigo teve educação, pode estudar (e ainda pode). Ou seja, o normal é que ele saiba e reconheça os seus privilégios.

Há anos, meu amigo Xico Sá dizia que nós, mulheres, gostamos de um tipo de homem que ele chamava de "o lenhador sensível", uma espécie de príncipe encantado lá dos anos 2000. Quando vejo o culto ao Rodrigo Hilbert (e sim as piadas e os memes são bons e eu também dou risada) concluo que a maioria das mulheres ainda acredita em príncipe. Só que agora ele vem vestido de lenhador sensível. Ou seja, ele é Rodrigo Hilbert.

E o que ele faz? Ele gosta de fazer trabalhos manuais másculos, ele sabe construir um forno e assar um pão. E ainda é, além de desconstruído, apaixonado pela mulher, e mostra isso de maneiras super românticas. Tipo... construindo uma capela para casar. (!)

Depois de Fernanda contar que Rodrigo construiu a capela onde eles vão casar, muitas mulheres na internet comentaram que ficaram chateadas porque nunca vão ter um Rodrigo Hilbert na vida ou também pensando que precisam de um cara que mostre que realmente gostem delas, com atos como... construir uma capela.

Mas, gente, desde quando a mulher moderna valoriza tanto o casamento? E desde quando a gente acredita em príncipe encantado? Que idealização é essa? Trocamos o príncipe em um cavalo branco por um homem loiro forte em um Jeep?

Claro que o mínimo que todas nós merecemos é um cara que divida todas as tarefas, inclusive as nada glamourosas, como trocar fralda de bebê, limpar a privada. No caso de construir coisas, e sempre com um sorriso no rosto e a beleza do Rodrigo Hilbert... bem, isso não existe. E com certeza nem o Rodrigo Hilbert é tão Rodrigo Hilbert assim. É claro que ele tem dias de mau humor e também tenho certeza de que ele tem vários lados chatos. Afinal de contas, ele é gente.

E, assim como príncipe encantado não existe, o personagem Rodrigo Hilbert homão da porra também não existe. O que com certeza existe é cara legal. Só não dá para garantir que ele saiba fazer uma capela? E nem você precisa querer casar...

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL