PUBLICIDADE

Topo

Mayumi Sato

"De solteira a casada e grávida": isolamento social favoreceu alguns casais

Mônica conheceu um rapaz em uma rede social para pessoas a procura de sexo casual; hoje eles estão casados e grávidos - iStock
Mônica conheceu um rapaz em uma rede social para pessoas a procura de sexo casual; hoje eles estão casados e grávidos Imagem: iStock
Mayumi Sato

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está "não estamos" só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Colunista de Universa

16/01/2021 04h00

Ainda que 2020 tenha sido um ano muito atípico, com novos e antigos desejos sendo questionados e colocados à prova, uma coisa com certeza não mudou: a nossa vontade de nos relacionarmos romanticamente com alguém (ou alguéns), criar laços estreitos e profundos de intimidade e se livrar da solteirice.

Tá, eu sei que nem todo mundo deseja isso, mas vamos nos ater à maioria. Uma pesquisa realizada pelo app de encontros Inner Circle estima que 60% dos seus participantes está a procura de um relacionamento sério. Desses, 27,4% simplesmente não quer mais saber de encontros casuais.

A questão é que, com a pandemia e a necessidade de manter algum nível de distanciamento social, a coisa complicou um pouco. E parece que, por enquanto, 2021 não será diferente.

Ainda assim, descobri que muita gente começou a namorar em 2020 e fui atrás de saber como isso aconteceu para, quem sabe, ajudar quem ainda está à procura.

O app Ysos realizou uma pesquisa com 280 pessoas e descobriu que 27,8% delas iniciaram um relacionamento no ano passado. Ao mesmo tempo, outros 27,02% terminaram uma relação. O placar é acirrado, mas por um fio de cabelo de diferença, ainda estamos iniciando mais romances do que finalizando. Ufa!

Alguns dos entrevistados deram mais detalhes sobre seus romances:

"O entregador de pizza era lindo, pedi o contato dele, nos falamos, saímos e começamos a namorar."

"Começou como um ombro amigo no WhatsApp, evoluiu pra uma pizza e resolvemos dar uma chance."

"A ex descobriu minha amante, terminamos. A amante virou atual namorada."

"Encontrei uma antiga amiga que agora virou namorada durante a quarentena."

"Já havíamos nos relacionado anos atrás mas não tinha dado certo. Ele vivia me chamando pra ficar em isolamento com ele. Insistiu tanto, que fui, dei uma chance e estamos juntos novamente"

Dentre essas histórias, uma me chamou atenção: a Mônica conheceu um rapaz em uma rede social adulta, para pessoas a procura de sexo casual. O encontro aconteceu, o que era casual virou sério e hoje eles estão casados e grávidos!

"Eu estava solteira há 6 meses e tudo que eu não queria era outro relacionamento sério. Estava focada em aproveitar minha solteirice e no meu trabalho. Nos conhecemos em um site de relacionamento e entretenimento adulto, eu estava viajando e conversamos muito durante um mês. Primeiro no site e depois no WhatsApp. Depois de muita conversa combinamos de nos encontrar quando eu voltasse para o Rio de Janeiro. Por conta de pandemia foi meio complicado, mas como já havia começado o período de flexibilização, conseguimos encontrar um restaurante legal.

Agora nos encontramos todos os dias pois estamos morando juntos. O que era para ser apenas casual evoluiu pra um amor tão grande que se multiplicou. Estamos esperando nosso primeiro bebê e estamos muitos felizes!"

Mônica ainda deixa um conselho pra quem, em 2021, também pretende encontrar sua cara-metade:

"Se permita! Todos têm as suas frustrações e decepções mas a pessoa certa vem quando menos esperamos e da onde menos esperamos. Se prender a experiências ruins faz com que a gente não dê valor as pessoas maravilhosas que passam pelas nossas vidas."

E você, vai dar uma chance ao amor esse ano também?

Mayumi Sato