PUBLICIDADE

Topo

Maqui Nóbrega

Whindersson vai ser pai e olhos se voltam para Luisa. A vida do ex importa?

Luísa Sonza; Whindersson e Maria Lina (Foto: Reprodução/Instagram/Saullo Moreira) - Reprodução / Internet
Luísa Sonza; Whindersson e Maria Lina (Foto: Reprodução/Instagram/Saullo Moreira) Imagem: Reprodução / Internet
Maqui Nóbrega

Maqui Nóbrega é designer, produtora de conteúdo para internet, feminista, gorda, um pouco chata, bastante legal e nada romântica.

Colunista de Universa

31/01/2021 04h00

Já queria começar avisando que essa coluna tem mais questionamentos do que respostas. O que vocâ acha? A vida do ex importa? Esse holofote que foi jogado na Luisa Sonza depois de Whindersson anunciar que será pai, é exclusivo do mundo dos famosos? Na sua turma de amigos rola esse tipo de cobrança? Como REALMENTE não se importar com a vida de quem um dia marcou a sua? Ou não tem como?

Não tenho respostas. Sei que existem muitas mulheres que ficam mal ao saber que o ex está feliz e muitas que sentem o alívio de, finalmente, não terem que lidar mais com os problemas daquela pessoa. "Essa pica não é mais minha.", conhecem a frase, né?

Mas será que isso só vale pros relacionamentos que terminaram mal? Quando termina bem, rola mesmo o sentimento "eu só quero que ele seja feliz" ou no fundo, no fundo, a gente quer que o ex seja feliz, mas não mais feliz do que ele era quando estava com a gente?

Logo depois que eu me separei, recebia notícias constantes da vida do meu ex. "Ele está com outra, mas olha, ela é bem mais feia que você e parece não ter nada a ver com ele" foi a mais recorrente. E eu poderia mentir e dizer que isso não fazia eu me sentir bem por aproximadamente dois segundos, mas logo depois vinha o momento "que que eu tenho a ver com isso?".

Eu precisava saber daquilo? Era para eu me sentir bem com a informação? E se me dissessem que ele parecia mais feliz do que nunca, eu me sentiria mal?

Como eu já disse ali em cima, não tenho respostas. Mas foi curioso acompanhar toda a jornada do anúncio de gravidez da namorada do Whindersson. Anúncio de gravidez, aliás, é um bagulho que para a internet. Devo dizer que eu me sinto em 1950 toda vez que isso acontece. Mas bem, Whindersson fez o post e as duas notícias que saíram na sequência pareciam ter o mesmo peso: "Whindersson será pai" e "Luisa Sonza curte post em que Whindersson diz que será pai".

Poucas horas depois, Maria Lina, a mulher grávida, começou a ser atacada por...você adivinhou, estar grávida. Porque, claro, que que o Whindersson tem a ver com isso, né? Ela engravidou do ar!

E aí a defesa de Maria caiu para quem fazer? Isso mesmo, Luisa Sonza! Ao mesmo tempo que a gravidez da namorada do ex deu à Luisa a tão esperada permissão da opinião pública para finalmente seguir a vida e ser feliz, ela também exigiu que Luisa desse o aval para que Maria "fosse aceita".

É quase como se precisasse existir um cessar-fogo entre as duas mulheres para que o público, majoritariamente feminino, pare de atacar a atual. Como se a opinião da Luisa sobre a gravidez de Maria fosse necessária. E o Whindersson? Ah, tá lá de boa, né? Quem cobra homem por esse tipo de coisa?

Eu não tenho respostas, mas eu sinto que lidar com o passado de verdade e depois se libertar dele é o caminho. Como fazer isso? Quanto tempo demora? É realmente possível? Já disse, eu não sei. Mas considerando que andar para frente é a nossa única opção na vida, acho que vale a pena tentar. Por um mundo em que Luisa não seja mais consultada para opinar sobre Whindersson e nem você sobre o seu ex!