PUBLICIDADE

Topo

Cris Guterres

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

2022: conselhos de Conceição Evaristo, Elza Soares e mais mulheres negras

A cantora Elza Soares pede cuidado e respeito para 2022. - Reprodução
A cantora Elza Soares pede cuidado e respeito para 2022. Imagem: Reprodução
Conteúdo exclusivo para assinantes
Cristiane Guterres

Cris Guterres é jornalista, empreendedora e sonhadora. Proprietária do Atrium Restaurante, palestra sobre diversidade, motivação e liderança feminina. Sua especialidade é mostrar o quanto somos fortes e podemos mudar, com competência, qualquer situação opressora ao nosso redor.

Colunista de Universa

30/12/2021 04h00

Como seria o seu começo de ano se você pudesse acessar a sabedoria de uma das maiores escritoras brasileiras? Ou se uma consultora empresarial compartilhasse a visão que possui? Fariam diferença para você as palavras das idealizadoras de ações significativas para mulheres empreendedoras e as boas energias emanadas de uma potência da música nacional?

Separamos seis "conselhos" para que você dê o start nesse ano de 2022, através das dicas de Conceição Evaristo, escritora; Adriana Barbosa, fundadora da Feira Preta; Ana Fontes, fundadora da Rede da Mulher Empreendedora; Ana Minuto, consultora empresarial e de carreira que tem como foco a diversidade e inclusão; Elza Soares, cantora, e Maria Gal, cantora, atriz e empreendedora. Cada uma destas mulheres carrega em suas próprias histórias, conselhos inspiradores e motivações estimulantes:

Conceição Evaristo, escritora

Conceição Evaristo, escritora - Joyce Fonseca/Divulgação  - Joyce Fonseca/Divulgação
Conceição Evaristo
Imagem: Joyce Fonseca/Divulgação

"Aconselho a cada mulher, em 2022, a buscar descobrir sua importância na corrente da vida e a saber que se um elo se quebrar, a dilaceração, mesmo que imperceptível, é do universo, do mundo. Aconselho que cada mulher segrede no ouvido da outra, os seus planos, suas intenções, seus propósitos, desejos e direitos para que a outra escute bem e ao escutar, saiba reconhecer que a voz da sua semelhante se parece muito com sua própria voz e, assim, se reconheça na voz da outra.

Aconselho que cada mulher fique atenta à violência que nos cerca, não para sucumbir ao medo, mas para elaboração de modos de defesa para nossos corpos e mentes, a partir mesmo de nossas potências como geradoras e mantenedoras da vida. Que cada uma possa entender o sentido de sua vida e do seu trabalho nos mais diversos campos de atuação.

Quem é da cozinha, da arrumação, da limpeza, da sala de aula, afirme com seus gestos que a organização da vida cotidiana não existe sem nós. O cotidiano flui sob o nosso comando e assim, todas as mulheres vão poder exigir, com mais veemência, os seus direitos, assim como exigir respeito. O mundo nos deve esse reconhecimento, somos dignas."

Elza Soares, cantora
"Se cuidem, tomem cuidado, denunciem sempre, se precisar tem que denunciar... Muito cuidado com a vida, com o respeito."

Ana Fontes, empreendedora

Ana Fontes, CEO da Rede Mulher Empreendedora - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Ana Fontes, CEO da Rede Mulher Empreendedora
Imagem: Arquivo pessoal


"Independência financeira é fundamental para as mulheres, uma mulher que é dona do seu dinheiro é dona das próprias decisões.

Meu recado, especialmente para as empreendedoras, é: participe de redes de apoio, se capacite, esteja atenta ao mercado em que atua, procure inovar constantemente e nunca esqueça que sua saúde mental é prioridade e autocuidado não é egoísmo."

Maria Gal, cantora, atriz e empreendedora
"O mundo nos obriga a ser fortes mediante a pressão que impõe. Mas saibam que podemos e devemos ser frágeis de vez em quando. O mundo não te conta isso, mas a verdade é que todos têm fragilidades. Ou melhor, todos têm sentimentos!

Sentir raiva, tristeza ou precisar de afeto não te torna mais fraca, apenas humana! Se acolha e se cuide da mesma maneira que cuida do outro. Você merece seu carinho, seu zelo, seu amor... Portanto, dedique seu tempo a você!

Por mais que seja difícil administrar a rotina, tirar um tempo para si é primordial. Veja um filme, leia um livro, cuide da beleza, pratique um esporte... Você merece tanto quanto o outro. Ocupe seu lugar de direito!

Vocês já lutam incansavelmente pelo que desejam e sonham. Eu sei disso! Agora, a partir de 2022, acredite que aquele lugar que você deseja ocupar, é seu por direito! Pois ele realmente é!"

Ana Minuto, consultora empresarial e de carreira
"É importante que cada uma treine reconhecer a sua potência através das suas habilidades e competências, através de entender em que não é tão boa e muito mais que isso, que saiba onde está e onde quer chegar porque, minimante, quando você sabe onde está e onde quer chegar, consegue se organizar para chegar até lá.

Existe esse processo de reconhecimento de quem se é, a autenticidade é o caminho e muito mais que isso, é entender que a pessoa é fantástica por ser quem ela é na forma de se vestir, falar, se relacionar... É essa pluralidade que traz ganhos tanto para o empreendedorismo quanto para as grandes corporações."

Adriana Barbosa, fundadora da Feira Preta e CEO da Preta Hub

Empreendedorismo negro: Estação Livre recebe Adriana Barbosa, CEO da PretaHub  - Reprodução/TV Cultura - Reprodução/TV Cultura
Adriana Barbosa, CEO da PretaHub
Imagem: Reprodução/TV Cultura

"Primeiro conselho: alimente a sua alma, invista em você, fortaleça a sua musculatura emocional, faça terapia, massagem, viagem, namore bastante, se delicie com as comidinhas que gosta de fazer e comer, esteja próxima das pessoas que você gosta. Planeje o tempo a seu favor, se coloque em sua agenda de compromissos e tarefas. Mas olha só, coloque dia, horário e o que você vai fazer por você.

Segundo conselho: estude, invista na amplitude de seu repertório social, acadêmico, cultural e profissional. Faça cursos, participe de grupos focais de conversa, estude, alimente o seu intelecto com informações que façam sentido para ti, que você vai levar pra vida. A maior riqueza que podemos ter é conhecimento, um bem infinito e com possibilidade de compartilhamento. Ah, e seja generosa, se aprendeu, compartilhe com outras pessoas.

Terceiro conselho: esteja em comunidades de afetividade feminina. Se permita pedir ajuda e ser cuidada. Se aproxime de redes e comunidades de suporte e colaboração com o foco em gênero. Hoje existem muitas iniciativas em prol do empoderamento feminino em diferentes áreas. Vá atrás dessas redes e aporte seus conhecimentos, suas habilidades e, sobretudo, o seu tempo, e também usufrua do que outras mulheres ofertaram a você. Só conseguiremos avançar de forma coletiva."

*Texto escrito pela jornalista Clarice Tatyer a convite de Cris Guterres.