PUBLICIDADE
Topo

Deu Tilt #9: Para Nicolelis, digital ameaça nossa empatia e criatividade

07/08/2020 04h00

O avanço tecnológico trouxe inúmeros benefícios, mas também pode ser bastante nocivo. Um dos críticos mais contundentes desse tema é o neurocientista Miguel Nicolelis, que também é médico e pesquisador da Universidade Duke, nos Estados Unidos. Ele bateu um papo com o colunista Ricardo Cavallini, o Cava, no nono episódio do nosso podcast de ciência e tecnologia, o "Deu Tilt" (ouça no arquivo acima).

Segundo Nicolelis, a vida digital está influenciando até mesmo o funcionamento, a fisiologia e a morfologia do nosso cérebro (ouça a partir de 3:16).

"Nosso cérebro é, naturalmente, uma máquina analógica-digital. Os sistemas digitais estão moldando a nossa lógica porque criou coisas como a empatia, a criatividade, a intuição, que são atribuições puramente analógicas da mente humana. Elas estão sendo, de certa maneira, corroídas pela lógica digital, porque, como se sabe, nenhum sistema digital reproduz o sistema analógico perfeitamente", afirmou.

Para o neurocientista, nossa capacidade de intuir envolve também a habilidade de desenvolver modelos mentais fora da caixa. E tudo isso pode mudar por causa da tecnologia (ouça a partir de 10:50).

"Quando você fala de uma sociedade mediada por algoritmos, no limite, você fala de uma sociedade incapaz de ter comportamentos fora da curva", disse.

"A sociedade moderna está tentando reduzir a nossa vida uma sequência de algoritmos, organismos para consumo, de exercício, algoritmos de comportamento e tudo isso começa a constranger e limitar o espaço em que a mente humana opera", completou.

*

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição. Você pode ouvir Deu Tilt, por exemplo, no Spotify, na Apple Podcasts, no Deezer e no YouTube.

Referências citadas

  • Alan Turing, matemático e cientista da computação britânico
  • Livro: O verdadeiro criador de tudo: Como o cérebro humano esculpiu o universo como nós o conhecemos, de Miguel Nicolelis