Topo

Anac pede que usuário não transporte Macbook Pro com risco de incêndio

Divulgação
Imagem: Divulgação

De Tilt, em São Paulo

28/08/2019 18h55

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) divulgou nesta quarta (28) um comunicado no qual recomenda a proprietários de computadores MacBook Pro de 15 polegadas que verifiquem se o aparelho tem falhas na bateria antes de levá-lo a viagens aéreas.

A indicação vem após a Apple, fabricante do MacBook, detectar problemas em um lote de baterias de lítio e iniciar um recall voluntário. Proprietários podem consultar informações a respeito no site da empresa. Os modelos defeituosos foram fabricados entre setembro de 2015 e fevereiro de 2017.

Segundo a Apple, as baterias desses modelos podem aquecer exageradamente e causar risco de incêndios. O caso lembra o que ocorreu com o celular Galaxy Note 7, da Samsung, que foi banido de voos depois de problemas em sua bateria.

A Anac pede que, até que os modelos defeituosos sejam substituídos, equipamentos com problemas não sejam transportados, seja como bagagem de mão ou despachados no porão dos aviões, diante dos riscos que oferecem. Quem levar o notebook em questão a bordo será orientado a mantê-lo desligado e a não recarregá-lo em voo.

As orientações, segundo a Anac, "estão em consonância com as práticas tomadas recentemente pelas autoridades de aviação civil americana (...) e europeia", citando a Federal Administration Aviation (FAA) e a European Union Aviation Safety Agency (Easa).

Às companhias aéreas, a agência brasileira informa que "encaminhou nesta semana recomendação às companhias aéreas do país quanto à proibição do transporte do MacBook Pro de 15 polegadas".

Fora do Brasil, várias companhias aéreas já baniram parcialmente o MacBook em questão de seus voos - casos, por exemplo, da Singapore Airlines, Thai Airways e Virgin Airlines, da Austrália.

No documento, segundo comunicado, "sugere que empresas informem a tripulação, os passageiros e os funcionários sobre as restrições e limitações no transporte do equipamento".

Mais Tilt